[Análise]- Assasins’s Creed: Origins

0

Uma das, senão a saga mais amada dos gamers atuais, Assassins Creed. E depois da grande decepção com o Syndicate, a Ubisoft decidiu parar de lançar todos os anos um jogo diferente. Eis que pulamos para 2017, para o lançamento do Assasins Creed: Origins um dos senão o jogo mais aguardo para o ano, dessa vez voltamos para o Egito Antigo . Confira nossa análise abaixo:

Assasins Creed Origins tem a melhor jogabilidade desde o segundo jogo da franquia, isso se dá, pois, os desenvolvedores não só otimizaram melhor o gameplay como mudaram quase que totalmente ele, principalmente no combate. Para começar, Assasins Creed parou de ser uma versão atualizada de Prince of Persia, onde temos o combate que é bem tosco com elementos de parkour. Agora está mais parecido como um RPG, onde temos outras coisas tão importantes quanto o combate e a escalada. O combate em si é um dos pontos positivos no game, ele é fluido, além de ser mais “devagar”, fazendo assim com que o ritmo do seu inimigo seja respeitado, e assim a luta seja aproveitada e não seja algo OP como que era em versões anteriores do Assasins, um combate muito fácil e simples. Agora você precisa ter uma estratégia para cada tipo de personagem no mapa. Pois cada um tem seus movimentos únicos. Outra coisa muito interessante presente nesse jogo são as batalhas em cima de cavalos, que com toda certeza é a melhor de todos os jogos.

Os gráficos são belíssimos, bem feitos e e bem caprichados, exceto a dublagem de alguns personagens que em algum momento parecem estar fora de sincronia.

A trilha sonora é algo magnifico, com músicas instrumentais que rementem muito ao clima de antigo Egito, com músicas mais “fortes” na hora da batalha. Você pode conferir a trilha completa abaixo:

Em todos os Assasins Creed lançados até hoje o grande foco foram as histórias, e em Origins não é nada diferente. Dessa vez regredimos para o Egito Antigo, em meado de 45 antes de cristo no império do último Faraó. E nisso acompanhamos a história de Bayek, um Medjai (espécie de protetor de reino do Egito), que por diversos motivos começa a caçar membros de uma Ordem secreta de, políticos, militares e nobres dentro do Egito. Passamos por diversos desafios e problemas até chegarmos no nosso objetivo. E essa é basicamente toda a trama do jogo, lógico que com muito mais detalhe e mais complexo. Mas sim, temos uma história de altíssima qualidade e com personagens muito carismáticos. Com toda certeza o Bayek irá virar um dos assassinos favoritos dos fãs da saga.

Assim como acontece a mais de 3 anos, Assasins Creed: Origins está totalmente localizado em português. Com uma dublagem maravilhosa e de dar inveja em muitos outros jogos, porém algumas poucas vozes não combinam de jeito nenhum com o estilo do personagem, ficando no final muito estranho.

No final de tudo Assasisns Creed: Origins era o suspiro que a saga estava precisando para continuar mantendo sua qualidade tanto gráfica quanto histórica em seus jogos. A Ubisoft não só acertou trazendo o jogo mais para o lado do RPG como com a temática antiga, tirando a serie de jogos do caminho da tecnologia industrial.

Confira o trailer logo abaixo:

Assasins Creed: Origins já está disponível para PS4, XONE e PC.

O jogo foi testado em pc e foi dado pela Ubisoft pra análise.

85% Muito Bom
  • Jogabilidade 95 %
  • Enredo 75 %
  • Trilha Sonora 95 %
  • Gráficos 90 %
  • História 80 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.