[Análise]- Star Wars: Divida de Honra

0

Depois de 2 anos de espera a tão aguardada continuação do livro Star Wars Marcas da Guerra chegou ao território Brasileiro, lançado pela Editora ALEPH no mês de julho. Confira a nossa análise sobre o segundo capítulo da trilogia Aftermatch.

Star Wars: Dívida de Honra é um livro muito bom, que não só mostra novos personagens, mas também traz de volta antigos personagens.

Tivemos que esperar 2 anos para conseguir ler a continuação do Marca das Guerra, que retrata alguns anos após a batalha na Lua de Endor, que, pois, o fim no imperador e no império (só que não). O Império Galatico está em caos mais ainda sobrevivendo, enquanto a Nova República (antiga rebelião) está cada vez mais forte. No último livro vimos o Capitão Wedge Antilles sendo capturado pelos imperiais e um novo grupo sendo formado para salvar ele, O grupo da Norra. Vale lembrar que essa história assim como canônica no universo de Star Wars também faz uma conexão entre os episódios 6 e 7, explicando os acontecimentos entre a queda do Império e a ascensão da Primeira Ordem.

Vemos no primeiro livro um enredo tímido ainda, poucos personagens, mas todos novos, e com importância no decorrer da história, mas não vemos quase que ninguém familiar, já em Dívida de Honra, vemos não só Norra e seu grupo como vemos Leia, Han Solo e Chewbacca. Fazendo assim a história ser mais “amigável” aos que não estão acostumados com o universo expandido. O mais impressionante é que todo o personagem tem não só uma personalidade própria, mas sim um jeito próprio onde você vê o que cada um faria em determinada situação. Temos a pessoa mais calma e previsível a pessoa mais revoltada e imprevisível.

A história mudou totalmente do primeiro livro para o segundo (no caso o Dívida de Honra). No primeiro vemos um esquadrão sendo criado com único propósito de salvar o Wedge, agora Norra e seu grupo tem a missão de capturar com vida desertores imperiais para a Nova República conseguir informações importantes sobre o que restou do império. Nesse meio ainda no começo a Nova República está aos poucos resgatando os mundos escravizados pelo império e um desses mundo é Kashyyk, o mundo natal de Chewie. Han Solo então parte para o mundo para livrar os Wookies da repressão imperial, só que no meio do caminho ele desaparece e cabe a Norra e seu esquadrão descobrir o paradeiro do antigo general da Nova República. E essa é a principal trama do livro que segue até suas últimas páginas, porém não é só isso que vemos. O interessante desse livro é que a história é contada pela visão da República e também pela visão do que restou do império, mostrando a Grã Almirante e chefe do Império Rae Sloane, e diversos momentos vemos como o Império está caído e cabe a ela reergir quase que sozinha ele. Agora vamos ter que esperar até 2019 para ler até que enfim o final dessa ótima trilogia.

No final de tudo Star Wars: Dívida de Honra é um ótimo livro para aqueles que buscam conhecer mais sobre o universo expandido, não sendo um livro difícil de entender e com personagens conhecidos pelo grande público, além de ser uma história oficial, ajudando entender os acontecimentos que geraram o Star Wars: Despertar da Força.

Confira a sinopse do livro:

O imperador está morto, e os vestígios de seu derrotado governo estão recuando. Na emocionante continuação de STAR WARS: Marcas da guerra, a Nova República luta para instaurar uma paz estável na galáxia após a destruição da segunda Estrela da Morte.

É um momento de novos começos e novos destinos e, para Han Solo, isso significa pagar uma última dívida, ajudando Chewbacca a libertar seu mundo natal, Kashyyyk. Enquanto isso, o grupo de Norra Wexley persegue agentes imperiais remanescentes pela galáxia, levando-os à justiça. Mas ainda não conseguiram capturar a grã-almirante Rae Sloane, a nova líder do Império, uma mente ardilosa e disposta a tudo para restaurar a antiga ordem política.

A caça a Sloane é interrompida quando Norra recebe um pedido de ajuda urgente da princesa Leia Organa. Em sua tentativa de libertar Kashyyyk, Han e seu grupo de contrabandistas caíram em uma emboscada, que resultou na captura de Chewie e no desaparecimento de Han.

Agora, alguém precisa resgatá-los; e quem melhor que esse desajustado time, que inclui agentes rebeldes, um ex-imperial, uma caçadora de recompensas, um aspirante a piloto e um droide psicopata, para trazer Han Solo de volta para casa? Ao aceitar a missão e seguir para a última localização da Millenium Falcon, Norra e sua equipe se preparam para qualquer desafio que possa dificultar essa busca. Mas eles nem imaginam a verdadeira dimensão dos perigos que os aguardam – ou a crueldade implacável do inimigo que os está encurralando.

Se você ficou interessado pelo livro, pode comprar seu exemplar clicando aqui

7.5 Muito Bom
  • História 8
  • Enredo 7
  • Escrita 8
  • Desenvolvimento 7.5

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.