Olimpíadas – Jogos com violência, explosões e mortes não serão bem vindos pelo Comitê Olímpico!

0

Em face dos desenvolvimentos recentes e positivos, mais uma vez parece um pouco duvidoso que os eSports serão incluídos nos Jogos Olímpicos.  Pelo menos aqueles que são “violentos”

Thomas Bach, o presidente do Comitê Olímpico Internacional conversou com o South China Morning Post (via GamesIndustry), Bach diretamente disse que os jogos mais populares no mercado de videogames simplesmente não se alinham com os valores proporcionados pelos Jogos Olímpicos.

Bach diz especificamente o seguinte:

“Queremos promover a não discriminação, a não-violência e a paz entre as pessoas. Isso não coincide com os jogos de videogame, que são sobre violência, explosões e matanças. Temos que desenhar uma linha clara “.

Dota 2, League of Legends, Overwatch, CS: GO e Call of Duty, Street Fighter V, provavelmente não estarão nas olimpíadas. No entanto, Bach implica que jogos que simulam jogos de esportes (que também deixa a porta aberta para Rocket League provavelmente), poderiam ser considerados.

“Então, se alguém está competindo para jogar futebol virtualmente ou outros esportes, isso é de grande interesse. Esperamos que, então, esses jogadores realmente ofereçam desempenho esportivo. Se [os fãs]no final pudessem jogar os esportes do mundo real, ficaríamos felizes.”

Como você pode lembrar, a proposta de Paris para as Olimpíadas trouxe talvez a introdução de eSports para os jogos de 2024, mas essa realidade parece cada vez mais improvável no atual Comitê Olímpico Internacional. A este ponto específico de Paris 2024 eSports, Bach acrescenta:

 

“Essas discussões estão acontecendo. Ainda vai demorar algum tempo porque esta indústria agora está se moldando. É uma indústria bem sucedida, mas ainda não está realmente estabelecida de forma organizacional “.

Bach também expressa outras preocupações sobre a inclusão de eSports, citando a falta de indústrias que regularizam o jogo e regras padronizadas em torno de questões como dopping. E também que os eSports no final do dia são um produto comercial que um dia, teoricamente, podem deixar de existir se a empresa falir por exemplo.

Via DS


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!