Dragon Ball Super – Japoneses reclamam de excesso de cenas “pesadas” no anime

1

Vocês se lembram do episódio de Dragon Ball Super que o Mestre Kame saiu um pouquinho fora dos padrões com uma certa moça que queria atacar o Tenshihan? Pois bem, esse episódio não foi muito positivo para alguns telespectadores japoneses, tanto que uma denúncia foi realizada ao BPO, órgão japonês que regula as transmissões japonesas, inclusive os animes.

Em um anime, há cenas de um homem mais velho tocando os corpos das jovens e espiando suas roupas íntimas contra a vontade delas. Essas cenas são quase irrelevantes para a história. Adoro ver este anime com meu filho todos os fins de semana, mas também é inapropriado para as crianças verem isso em um anime.

Como as queixas anteriores do BPO, o título exato do episódio não é mencionado. A descrição e o tempo sugerem que seja justamente o episódio que o Mestre Kame acaba conhecendo a Yurin, e bem, sabemos como acabou isso certo? Lembrando que Dragon Ball Super passa de manhã no Japão e é claro, o Mestre Kame sempre foi desse jeito.

O órgão japonês sempre publica queixas sobre animes, tanto que  Owarimonogatari, SHIMONETA, Chibi Maruko-chan, Gintama, Kan Colle, Yu-Gi-Oh! Arc-V, The Seven Deadly Sins, Akame ga KILL !,  Hunter x Hunter, Blood-C, Fullmetal Alchemist, School Days, Magi, Higurashi no Naku Koro ni, Pokémon, Seven Deadly Sins e muitos outros já sofreram queixas.

Muito provavelmente, os episódios de Dragon Ball Super continuarão os mesmos, mas talvez não forcem tanto a barra quanto forçaram com o Mestre Kame. E você? o que achou desse episódio? Realmente foi algo que as crianças não devem ver ou a queixa está certa?


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!