[Crítica]- Mulher Maravilha

1

Depois de alguns erros da DC Comics no cinema, alguns grandes e outros não tão grandes, comecei a ficar com receio do novo filme da Mulher Maravilha já que não sabia ao certo como seria, mas posso dizer que me surpreendeu positivamente. Principalmente em alguns aspectos.

O desenvolvimento do filme é algo bem legal, já que começa com muita ação que se mantem até o final. Esse fator fez com que o filme flua naturalmente e não acabe sendo tedioso e muitas vezes chatos, como a maioria dos fãs da DC reclamaram dos filmes anteriores.

Uma coisa que me deixou impressionado foram os efeitos especiais que são realmente de tirar o fôlego. Eles são bem simples, mas ao mesmo tempo são bastante elaborados e bem feito,sóbvio que sempre terá alguma falha e em Mulher Maravilha não é uma exceção. Alguns efeitos são toscos sim, mas nada que comprometa a experiencia do filme. Assistimos em IMAX 3D e recomendamos fortemente que você também veja.

A trilha sonora é algo legal também, nada demais. Algumas músicas da trilha já estavam presentes em Batman Vs Superman. Porem nesse filme pareceu que foram muito melhor colocadas durante o filme principalmente nas cenas de ação onde a trilha sonora influencia muito.

Agora uma coisa mais complicada é a questão do roteiro. Mulher Maravilha não tem a melhor história no universo cinematográfico da DC, pelo contrário é um dos filmes mais fracos em questão de história. O que não surpreende muito, já que o filme é mais voltado para a ação com alguns leves toques de humor, bem parecidos com os atuais filmes da Marvel. Acho que a DC acabou querendo ficar com o estilo mais parecido da Marvel em MM do que manter seu estilo próprio. A história em si é bem fraca e totalmente previsível,  o par romântico entre a Diana e o capitão Steve (Chris Pine) é totalmente forçado, percebi que quase não existia nenhuma química romântica entre os personagens. Outro fator que não me agradou foram os personagens, principalmente o vilão que nesse filme é o Ares, o Deus da Guerra na mitologia grega. Ele é bem fraco e basicamente inútil até os últimos 20 minutos de duração do filme. E quando ele aparece você fica sem entender direito o que ele está fazendo lá ou quais são suas motivações para fazer determinada ação.

A atuação foi algo positivo no meu ponto de vista. Assim como eu comentei na minha crítica de Batman Vs Superman a atriz Gal Gadot está muito bem como Mulher Maravilha, parece que ela realmente entra em sua personagem. Em comparação com a atuação dela em BvS, seu filme solo está muito melhor. O Chris Pine também consegue ser um ótimo ator durante o filme, sendo o personagem de certa forma mais engraçado do filme.

No final das contas Mulher Maravilha é o suspiro, a luz no fim do túnel que a DC precisava em seu universo cinematográfico. Assim como todos os filmes ele tem acerto e falhas, porém nesse filme a Warner conseguiu acertar mais do que falhar. E isso com toda certeza é algo muito bom.

Confira o trailer legendado logo abaixo:

Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

 

Mulher Maravilha chega aos cinemas brasileiros em 1 de junho de 2017

 

75% Bom
  • Roteiro 60 %
  • Efeitos Especiais 80 %
  • Fotografia 80 %
  • Enredo 70 %
  • Trilha sonora 80 %
  • Atuação 80 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.