[Crítica]- Resident Evil: O Capítulo Final

0

resident-evil-the-final-chapter-qu

Enfim o final da saga Resident Evil nos cinemas parece que chegou ao seu fim. Já assistimos o filme e vamos falar um pouco sobre o que achamos do filme.

Bom, em primeiro lugar vamos falar do desenvolvimento que mesmo depois de 15 anos do lançamento do primeiro filme da franquia vemos que o desenvolvimento continua quase que o mesmo. Como se trata de um desfecho de um ciclo obvio que vamos ter mais ação e mais dinamismo do que em outros filmes. Isso é uma coisa em que a Sony acertou em cheio. Fazer um filme focado na maior parte do seu tempo na ação e não em diálogos. Afinal é isso que o povo quer.

Os efeitos dos filmes da saga Resident Evil são sempre bons em questão de qualidade, e isso não muda no seu sexto filme. A diferença é que o Paul W. S. Anderson (diretor da saga) teve muito mais dinheiro para aproveitar melhor os efeitos especiais. Assim como ajudou o dinheiro acabo prejudicando. Em vários momentos os efeitos ficaram tosco, além disso é tanto efeito no filme que me pareceu que muitas não foram acabados, que deram mais atenção em para a quantidade de efeitos do que a qualidade deles. Mas a maquiagem dos zumbis continua excelente, na minha opinião só perde para The Walking Dead. Vimos o filme em 3D, isso melhora muito os efeitos e deixam bem mais realista e assim deixando o filme mais legal, se você tiver a oportunidade de assistir em 3D, pode ir pois vale a pena.

A trilha sonora se baseia em efeitos sonoros do que composições, mas mesmo assim todos os efeitos são de ótima qualidade e feitos especialmente para esse filme. Criando assim um ótimo ambiente de terror no filme.

O roteiro é uma coisa muito complicada nesse filme. Primeiro para os que ainda não sacaram mesmo depois de 15 anos. A saga de filme do RE é totalmente diferente a do videogame ou outras histórias que levam o mesmo nome. Agora podemos voltar a análise. A história se passa após o final do último filme. Porém não é uma continuação direta. Depois que a Alice chega Washington (no final do 5) se passa bastante tempo e sem nenhuma (ou quase) explicação do que rolou lá o filme começa. E isso segue pelo filme inteiro. Várias coisas acontecendo e nenhuma dela é explicada direito ou se quer explicada. Outro problema é a imensa quantidade de corte que o filme tem, isso acaba dificultando e muito o entendimento total da história do filme (que já não é uma coisa fácil de se entender). Chega ao ponto de uma cena de mais o menos 10 segundos ter 5 ou mais cortes, fazendo com que as pessoas se percam totalmente o foco no filme. A história em si é muito legal, mesmo tendo alguns erros no roteiro que são normais para filmes desse tipo de gênero. Mas acredito que esse não será o último filme da franquia, até pode ser o último da Milla Jovovich, mas não o último da franquia. Principalmente agora que os jogos de Resident Evil estão voltando com tudo.

A atuação dos atores é algo sempre o mesmo em todos os filmes da franquia. Achei que o dessa vez quem se destacou mais foi a Milla Jovovich (Alice), pois como provavelmente é seu último papel na pele da amada personagem, ela não queria fazer feio e deixar seus fãs na mão.

Confira o trailer do filme logo abaixo:

 

MAS VALE A PENA?

No final esse é só mais um filme de Resident Evil, sem nenhuma surpresa ou novidade. Se você gosta dos outros filmes ou de filmes de ação, com sangue voando e zumbis para todos os lados, vá assistir esse filme não irá se arrepender.

Resident Evil: O Capítulo Final chega aos cinemas brasileiros em 26 de janeiro

 

63% Bom
  • Roteiro 60 %
  • Efeitos Especiais 80 %
  • Trilha Sonora 70 %
  • Fotografia 70 %
  • Enredo 50 %
  • Atuação 50 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.