[Análise] – Street Fighter V (Segunda temporada)

0

Street-Fighter-V-v-strike

Olá, leitores do Recanto do Dragão! Hoje iremos trazer para vocês uma análise do aclamado jogo de luta Street Fighter V!

Após vários e vários meses com patches e diversos updates no jogo, finalmente chegamos na segunda temporada do jogo. O que está incluso nessa temporada? Iremos explicar mais tarde.

Primeiro de tudo, a jogabilidade. Apesar de não conseguir transparecer muita diferença entre quase todos os outros SFs, a maior mudança que foi aplicada foi a “repaginação” de controles em geral. Ataques, combos, e outros foram finalmente otimizados para a utilização de controles de console, ao invés de controles de Arcade (motivo do porquê muita gente acabava jogando-o usando os controles de Arcade, ao invés de controles para Xbox One e PS4, por exemplo).

Os personagens, em seu geral, são extremamente diversificados, cada um possuindo personalidades, visuais, estilos de luta e, no geral, uma jogabilidade única, como se fossem reais, nunca um imitando os outros. Uns são mais rápidos e melhores com ataques verticais, outros são mais fortes porém mais lentos e conseguem realizar ataques horizontais realizando mais dano que o normal, criando uma gigantesca variedade de jogadores, cada um jogando do seu jeito com seu personagem predileto.

Os gráficos são bonitos, com um toque único em suas sombras no geral, muito diferente de outros jogos disponíveis no mercado. Apesar de não possuir cenários muito bonitos, o jogo continua com a tradição de manter belos “planos de fundo” no cenário de batalha, como montanhas, ovelhas, pessoas, observando aos personagens que batalham até o fim. O porém: o jogo possui um terrível problema de renderização, fazendo com que seja impossível o jogador não presenciar qualquer problema gráfico extremo durante sua jogatina do modo história, seja com o cenário não-carregado, ou os personagens, ou até a casos piores como… bom, nada carregando na sua tela e o jogo ficar parecendo tão feio quanto os bons e velhos jogos de Playstation 1.

A história acontece entre SFIII e SFIV é dividida em duas partes: na primeira está presente a história individual de cada personagem, fala sobre o que o personagem passou ou irá passar durante sua trajetória na história principal do jogo, mas surpreendentemente se mostrou inútil ao grande público de SFV. Mais tarde foi lançada a verdadeira história geral, disponibilizada de graça ao público, na qual foi bem falada por certa parte da comunidade de SF, porém, muito mal falada pela maioria, alegando de que o jogo “possuía uma história mal construída, com tramas forçadas e personagens previsíveis”, apesar de que não foi tão ruim para jogadores que foram recém-apresentados ao jogo.

Está presente um modo on-line que não foi muito apreciado pelos jogadores, por demonstrar enormes problemas de conexão aos servidores e outros erros similares, que tomaram um tempo relativamente grande para serem arrumados.

O jogo conseguiu trazer um grande diferencial de todos os outros, tentando reformular algumas mecânicas e arrumar alguns problemas presentes em seus antecessores, mas com um porém: Ele foi entregue ao público inacabado. O motivo dessa sensação foi recebida graças à extrema falta de conteúdo presente no jogo, com vários e vários personagens faltando em si, sendo posteriormente vendidos como DLC, com custos extremamente altos aos brasileiros (as DLCs em geral possuem uma média de 50~60 reais). O jogo, como foi dito anteriormente, foi entregue sem seu modo história principal, com problemas enormes relacionados ao balanceamento de personagens, entre outros erros.

Porém, após quase um ano de lançamento, a temporada 2 do jogo foi apresentada, contendo um novo passe de temporada utilizado para entregar todas as novas DLCs ao jogador o mais rápido possível, entre outras correções gratuitas aos jogadores. A desenvolvedora trabalhou duro numa repaginação em todos os personagens e suas habilidades para tentar, ao máximo, equilibrar personagens rápidos de fortes, e corrigir outros bugs e problemas que poderiam ser explorados. A Capcom também liberou um PDF de surpreendentes 92 páginas falando de cada modificação que foi realizada na segunda temporada, algo inesperado por muitos jogadores.

Após muitas reclamações e problemas que SFV teve que enfrentar, o jogo finalmente possui um toque de respeito maior que anteriormente, graças aos vários updates que andou recebendo.

Confira o trailer logo abaixo:

MAS VALE A PENA?

Após várias e várias reclamações do jogo estar incompleto e mal equilibrado no geral, a Capcom finalmente conseguiu dar um jeito para arrumar cada um de seus erros cometidos, criando ao Street Fighter V uma nova cara e um novo aspecto em geral para seus jogadores. Apesar de seus preços relativamente altos, o jogo apresenta uma nova cara à franquia, com uma nova diversificação de personagens e uma história única.

A segunda temporada de Street Fighter já está disponivel para compra na Playstation Store, Xbox Live e Steam

O jogo foi testado em um PC e foi disponibilizado pela Capcom para análise.

80% Muito Bom
  • História 70 %
  • Gráficos 80 %
  • Enredo 70 %
  • Jogabilidade 90 %
  • Trilha sonora 90 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Sou o Yan, jogo desde meus dois anos e adoro todos os tipos de jogos, de todos os gêneros e para todas as plataformas, desde N64 até PS4, e, especialmente, de boas experiências com meus amigos!