[Crítica]- Star Wars: Rogue One

0

 

Rogue One

Nessa semana os nerds estão pirando, ja que estamos a poucos dias do lançamento mundial de Star Wars: Rogue One. Nós do Recanto do Dragão assistimos e vamos falar o que achamos logo a seguir.

O desenvolvimento do filme é algo muito estranho, ele começa bem lento dando a impressão que o filme terá poucas cenas dinâmicas e só será um monte de pessoas falando sem parar. Porem essa impressão muda durante o filme e se permanece até o final. Ele se transforma de um filme entediante para um filme rápido com muitas cenas de ação.

Os filmes do Star Wars são marcados além de muitas coisas pelos seus efeitos especiais que estão sempre (ou quase) na frente do seu tempo. E isso se repete nesse filme. Os efeitos são lindos, bem feitos e trabalhados. A uma mistura de efeitos práticos com os efeitos especiais criados em computador. Principalmente as criaturas que são em maioria reais e não são feitos em CGI. Uma coisa que me surpreendeu foi como eles recriaram o Peter Cushing,  o ator que no Episódio 4 fez o papel do Grand Morf Tarkin. As poucas cenas que ele aparece você acaba ficando em duvida se é computação gráfica ou seo realmente é o ator de verdade ( o ator infelizmente faleceu em 1994). Outro personagem que teve seu rosto recriado por computação gráfica foi a nossa querida e amada princesa Leia. Ela aparece por menos de 5 segundos mais conseguiu impressionar muita gente, principalmente pelo fato que seu rosto se parece igualzinha a como era a quase 40 anos atrás.

A trilha sonora dos filmes do Star Wars sempre foram uma obra de arte, e nesse filme acontece a mesma coisa. O único “problema” foi que nenhuma das musicas clássicas foram tocadas por completas, só pequenos pedaços mixados com a nova trilha. Mas mesmo assim a qualidade continua incrível. Já o roteiro é algo extremamente interessante. Ele no começo é muito cansativo, muitos diálogos e quase nada de ação, porem isso se inverte ao decorrer do filme. Algo que era para ser chato e sem ação vira algo totalmente empolgante. A história não é complexa, fazendo assim mesmo a pessoa que nunca tenha visto um Star Wars na vida entender o filme e provavelmente gostar, exceto que essa pessoa não conseguirá entender a ligação do filme com os ouros da franquia. O final de Rogue One é exatamente o começo do filme “Uma Nova Esperança“, onde vemos Darth Vader e seus soldados invadindo uma nave rebelde onde se encontra a princesa Leia. O engraçado é como os dois filmes se encaixam. Até parece que quando o George Lucas escreveu pela primeira vez o Episódio 4 ele tinha em mente fazer um filme contando sobre o esquadrão Rogue One.

O que muitos estão se perguntando é sobre o Darth Vader o vilão mais icônico do cinema de volta as telinhas. Bom, ele tem lá seus 3 minutos de fama onde ele rouba a cena mas depois disso ele desaparece por quase completo, só retornando na cena final. Eu senti que a Disney não usou o vilão com medo que as pessoas se importassem mais com ele do que com a própria história do filme. Vale lembrar ao curiosos que o filme não possuiu a abertura clássica que vemos em todos os filmes da saga, achei muito ousado da Disney tirar esse ícone tão grande do filme que se compara ao próprio Darth Vader. Uma coisa que eu não gostei muito foram os personagens junto com a sua atuação.

Os personagens em sua maioria não são quase nada marcantes e parecem que não possuem sentimentos. A única que se livra disso é a Jyn Erso que é interpretada pela Felicity Jones. Que entre todos os outros atores foi o que mais me pareceu adaptada com o papel. Coisa que eu não percebi com os demais personagens.
Confira o trailer logo abaixo:

A trama se passa antes do Episódio IV: Uma Nova Esperança e trata da tentativa de roubo dos planos da Estrela da Morte. Um grupo de pilotos enfrenta a missão de suas vidas ao tentar buscar o projeto da arma espacial.

 

MAS VALE A PENA?

Star Wars Rogue One é um filme de ação voltado para qualquer pessoa que goste do gênero, você não precisa assistir os outros filmes para entender esse filme. Se você assim como eu ama Star Wars vá ao cinema assistir o filme, mas se você é fã do gênero também não pode perder esse filme.

Star Wars: Rogue One chega aos cinemas brasileiros em 15 de dezembro

90% Excelente
  • Roteiro 80 %
  • Efeitos Especiais 90 %
  • Trilha Sonora 100 %
  • Enredo 90 %
  • Atuação 80 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.