[Crítica]- Fallen

0

fallen-book

Olá leitores do Recanto Do Dragão, dia 5 (segunda feira) fui enviado para assistir o filme Fallen, que mistura temas religiosos com fantasia e drama amoroso. Será que o filme é bom? Bem, descubra na análise a seguir!

Vamos começar falando do enredo, e logo após, o roteiro. O enredo de fato é bem feito, porém só se as sequências dos livros também virassem filme, para que o público pudesse fazer conexões. Porém, como por enquanto somente um longa baseado nos livros foi lançado, para quem o assiste sem ter lido os livros, ele não faz muito sentido, e parece extremamente superficial. Isso é um ponto negativo, já que passa a impressão de que toda a série é assim, sendo que ela definitivamente não é. No primeiro filme, somos introduzidos aos personagens principais, e temos explicações do porque a protagonista está lá ou faz o que faz. Somos introduzidos, também, a personagens mais secundários, que não são explorados neste longa, e ficarão para o próximo, o que, como dito antes, causa a impressão de superficialidade.

Bem, o roteiro é…bem…é. Não pode-se dizer que é sensacional, mas também não é horrível. Há muitos momentos em que ele é extremamente previsível, ou forçado. Existe uma cena, mais pro final do filme, que teve a intenção de nos deixar na ponta da cadeira com o coração batendo a mil para ver o que aconteceria, porém, graças ao roteiro, a cena, que deveria ser um estouro, fica só mais uma cena previsível. Acho que resumidamente o roteiro não tem muita fluidez. Ele também é muito clichê. Existem momentos que são dignos de um filme ruim dos anos 80. Mas o roteiro não é de todo mal, como já foi citado. Existem momentos que são verdadeiramente engraçados, não são aquelas piadas forçadas ou apelativas. É a combinação (boa) de um roteiro legal com uma excelente atuação. Falando em atuação…

A atuação é muito boa, mas infelizmente não para todos os personagens. Os principais tem a atuação melhor do que alguns secundários em alguns casos. Porém, o inverso também acontece de vez em quando. Existem cenas de luta com a protagonista que são sensacionais, porém existem cenas de luta com a protagonista que são deveras peculiares. Não existe muito bem como criticar a atuação do filme, já que ela é simplesmente aquilo que foi dito: Os principais com atuações melhores que os secundários. (Observação: quando eu digo “Principal” e “Secundário”, me refiro ao FILME e não a saga de livros, pois eu sei que a história desenrola bem mais, e assim, também nos revela mais sobre os personagens, podendo fazê-los saírem de sua posição de secundário, por exemplo).

Agora falando de efeitos especiais. Sério gente? Os  efeitos especiais são, carinhosamente falando, muito ruins. Cenas com o chroma key mal feito, efeitos especiais que visivelmente não se harmonizam com o cenário… As cenas de vôo são horríveis. Um close no rosto do personagem voando e o fundo se mexendo. Isso não é bem o nível que se espera de uma produção dita tão grande como essa. Os modelos em 3D chegam a ser até meio engraçadinhos. Eles são CLARAMENTE CG, simplesmente parece que não ligaram para fazer o objeto parecer real. Isso quebra totalmente o clima de um filme, já que as “fantasias” são “desmentidas” por uma falha na produção. Os únicos efeitos que “salvam”, são os usados nas cenas de incêndio. Mas bem, também seria muito difícil eles errarem esse, já que sim, eles atearam fogo em alguns dos cenários.

Sobre a fotografia, não há muito o que dizer. As cores se adaptam bem ao clima que quer ser passado. Os takes tem ângulos de câmera muito bons por sinal. A Sword And Cross (espécie de internato onde o filme se passa), é retratada muito bem, mesmo ela sendo, na verdade, dois lugares completamente diferentes. Isso é um ponto muito positivo! Unir dois lugares para que pareçam um só não é uma tarefa fácil, mas graças ao trabalho de câmera, isso foi feito com excelente perfeição. Infelizmente, alguns takes foram estragados por causa dos efeitos especiais toscos utilizados, como por exemplo a vista aérea da Sword And Cross, onde o lugar (que são dois lugares completamente distintos) foi montado em CG (Um CG daqueles “engraçadinhos” como citado lá em cima).

Ufa! Após analisar todos os critérios que utilizamos para dar a nota final ao filme, pode-se concluir que:

O filme não é extremamente ruim, sim ele tem muitos defeitos, e sim, ele pode não fazer o menor sentido para aqueles que caíram de para quedas neste universo, mas os fãs dos livros com certeza o apreciaram. Vale a pena dizer que ele é claramente inspirado no filme “Crepúsculo”, e por sinal que inspiração. Os dois são bem semelhantes, mas Fallen, infelizmente não é, e não será, o que ele tanto quis ser. No que ele não consegue acertar, ele compensa com alguma coisa. Como ele é uma adaptação de um livro (bem grande por sinal), obviamente algumas partes tiveram de ser cortadas (o filme tem aproximadamente 90 minutos de duração), o que faz com que ele pareça meio curto. O Brasil foi o segundo lugar onde o filme foi lançado, e a recepção do público até agora está sendo muito boa. A adaptação é fiél ao livro, graças a ajuda da autora, que auxiliou na produção do mesmo.

Bem, então é isso! Esperamos que tenham gostado da análise! Deixem seus comentários aqui em baixo e não deixem de dar uma conferida no filme, para tirarem suas própias conclusões!

Confira o tariler do filme logo abaixo:

Fallen chega dia 8 de dezembro em todos os cinemas brasileiros

48% Ruim
  • Roteiro 50 %
  • Efeitos Especiais 30 %
  • Enredo 40 %
  • Fotografia 60 %
  • Atuação 60 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Lucas Leite

Gamer desde sempre! Fã das séries The Legend Of Zelda e Dark Souls! Gosto muito de editar vídeos no Premiere e no Sony Vegas também.