BGS 2016| Testamos a demo exclusiva do Resident Evil 7

0

maxresdefault (7)

Durante a BGS fomos convidados pela Capcom a jogar uma demo exclusiva de Resident Evil 7. Leia a seguir a nossas primeiras impressões.

Admito que não estava esperando nada do jogo, pois quando joguei a Beginning Hour achei ela muita fraca e ainda com a mudança de perspectiva de 3º pessoa para 1º fui ficando cada vez mais desanimado. Porem tudo mudou depois que eu joguei a demo que era intitulada “lantern”.

A demo começa quando uma garota desconhecida está fugindo da Marguerite Baker e acaba entrando em uma espécie de casarão em uma plantação totalmente abandonado e o principal objetivo durante a demo é se esconder e torcer para que a dona Baker não te encontre.  Na demo você não sabe se a Marguerite é ou não é zumbi a única coisa que temos certeza é que alguma coisa está muito estranha com a família Baker.

Até agora o que sabemos dessa história é que ela será do universo oficial da saga, mas ainda sem nenhuma data específica. Outra coisa é que sim, teremos armas de fogo para matar os nossos amados zumbis! Agora a personagem com quem jogamos ainda é um mistério. Foi confirmado que ela é uma personagem que nunca apareceu em nenhum outro jogo, ou seja, totalmente nova.

Agora vamos falar um pouco de como a demo funciona. Por enquanto só podemos andar, abaixar, abrir portas e só. Na minha opinião a perspectiva de 3º para 1º não mudou nada (por enquanto), só fez o jogo se parecer cada vez mais com o jogo Amnesia. Na verdade, tudo parece, a movimentação, a visão em 1º pessoa e até o ideal de se esconder do “monstro” e rezar para ele não te encontrar. Não estou reclamando e dizendo que a demo está ruim, mas sim dizendo que Resident Evil pode estar ganhando uma cara nova, uma cara que vai mudar a franquia para melhor.

Confira o trailer do jogo:

 

 Resident Evil 7 Biohazard chega as prateleiras das lojas em24 de janeiro de 2017 disponível para PS4 (PS VR)/ X-ONE e PC


Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.