[Crítica]- Nerve: Um Jogo Sem Regras

0

nerve_1-750x380

Então que chega agosto, um mês sem quase nenhum lançamento de uma superprodução. Um ótimo mês para filmes como Nerve, que teve um orçamento mais baixo ser lançado. Confira a nossa crítica a seguir.

Nerve é um filme que tem uma ótima proposta, mas se perde no meio. Vamos começar pelo desenvolvimento do filme que é bem lento, ele se mantem assim por quase o filme inteiro e isso o torna bem cansativo assistir ao filme considerando que ele possui poucas cenas eletrizantes de ação (mas pera, já chegamos lá). Poucas vezes percebi que ele estava começando a pegar o jeito, só que no final nada disso acontece, ele volta para o filme monótono e sem dinamismo.

Outra coisa que quase não existe nesse filme é a presença de efeitos especiais. O que acho que para filmes desse estilo os efeitos especiais são primordiais. Mas não podemos reclamar de tudo, certo? Os efeitos que o filme possui é bem trabalhado até, não é algo espetacular que nunca vimos algo do tipo no cinema, mas são efeitos bem razoáveis que pelo pequeno orçamento que o filme teve dá para aceitar.

O roteiro do filme é outra coisa bem confusa no filme. Ele tem uma proposta sensacional, que se fosse explorado corretamente poderia virar uma saga de filmes com uma excelente história. Mas isso infelizmente não é o que acontece, a história começa bem clara só que ao decorrer do filme ele começa a se perder e a se enrolar. Os personagens são bem fracos e nada marcante, o que faltou foi eles serem explorados (e coloca MUITO nesse faltou ai), eles também são muito mal construídos o que dificulta fazer qualquer pessoa se identificar com qualquer personagem apresentado no longa.

Já os atores foi a coisa que mais me decepcionou, com atuações fraquíssimas e sem empolgação os atores que podiam ter melhorado o filme ao menos um pouco acabaram nem ajudando. O que me estranhou foi a atuação do Dave Franco que é um bom ator e que fez uma atuação tão mediana para baixo. Porém sem dúvidas a pior atuação vai para Emma Roberts que acabou decepcionando mais do que deveria.

Nerve é um filme que vale a pena em alguns aspectos, porém tem enormes pontos negativos. O seu maior problema foi não ter um roteiro explorado pelos produtores que por preguiça acabaram entregando um filme muito fraco. Ele é um filme para se assistir em casa quando não tiver nada melhor para fazer.

Confira o trailer legendando logo abaixo:

Vee, uma jovem sem muita vida social que resolve entrar no Nerve, um jogo virtual de “Verdade ou Desafio” que é acompanhado por vários usuários online. No começo, tudo é diversão e pequenos desafios – e a jovem até se torna famosa pelos feitos – mas logo ela se torna vítima de um roubo de identidade pelos organizadores dos jogos. Ao lado de Dave Franco como Ian, ela deverá fazer de tudo para conseguir ter sua vida de volta.

 

Nerve: Um Jogo Sem Regras já está em cartaz nos cinemas brasileiros.

 

50% Razoável
  • Enredo 40 %
  • Efeitos Especiais 50 %
  • Fotografia 60 %
  • Roteiro 50 %
  • Atuação 40 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.