[Crítica] Angry Birds- O filme

1

RED-Angry-Birds-768x415

Muito medo se havia quando a Sony Pictures anunciou em parceria com a Rovio (criadora de Angry Birds), como uma empresa que criou um jogo sem nenhuma história, iria criar uma animação para os cinemas de todo o mundo. E foi isso que aconteceu.

Angry Birds veio com uma proposta diferente que as dos jogos. Ele veio apresentar os personagens que os fãs da franquia já conhecem, para o público que nem sabia da existência do jogo. A animação feita para o filme surpreendeu muito, a Sony conseguiu fazer um ótimo trabalho no quesito animação, fazendo ela ficar muito bem feita com uma palheta de cores incríveis e com um cenário muito bem escolhido para cada cena.

O desenvolvimento do filme é um ponto muito alto, ele começa em um ritmo muito bom (nem muito devagar nem muito rápido) e consegue se manter assim até o final. Somente algumas vezes durante o filme que ele desanda um pouco, mas isso é quase imperceptível.

O roteiro do filme não é lá essas coisas. Que já era de se esperar vindo de um jogo aonde não possuiu nenhuma história. Entretanto a forma que os roteiristas criaram uma história para Angry Birds ficou excelente, a história conseguiu ter inúmeras referências ao jogo e outras inúmeras a clássicos filmes de Hollywood.

A escolha dos dubladores foi algo excelente. Eles conseguiram passar sentimentos para os personagens (tive apenas a oportunidade de assistir ao filme em sua versão dublada) que ao longo do filme iam se desenvolvendo. As dublagens do Marcelo Adnet (Red) e do Fabio Porchat (Chuck) foram as que mais me impressionaram, eles conseguiram entrar dentro do personagem, passar os sentimentos que os dubladores originais passaram para o personagem durante a gravação.

Já o enredo do filme não tem muito a se falar, ele é bem simples e não tem nada demais. O que eu gostei foi como o estúdio apresentou os personagens, que até então para alguns ainda eram desconhecidos.

Confira o trailer:

Na comédia de animação 3D, Angry Birds – O Filme, vamos finalmente descobrir o por quê destes pássaros serem tão bravos. O filme nos leva a uma ilha populada inteiramente por pássaros felizes e que não podem voar – ou quase inteiramente. Neste paraíso, Red (voz de Marcelo Adnet), um pássaro com problemas de temperamento, o veloz Chuck (voz de Fabio Porchat), e o volátil Bomba sempre foram excluídos. Mas quando a ilha é visitada por misteriosos porquinhos verdes, cabe a estes improváveis rejeitados descobrir o que os porcos estão tramando.

Angry Bird chega aos cinemas brasileiros em 12 de maio de 2016

80% Bom
  • Dublagem 94 %
  • Animação 90 %
  • Fotografia 82 %
  • Roteiro 70 %
  • Enredo 65 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.