[Crítica] – A Quinta Onda

2

The-5th-Wave
Essa semana tive a grande honra de assistir um dos filmes mais aguardados desse começo de ano, A 5º Onda. Confira a crítica:

A 5º Onda é um ótimo filme, ele conseguiu me fazer lembrar do tão aclamado Distrito 9, principalmente nas partes em que o filme traz cenas de ação. O filme consegue ter algumas cenas de humor, assim fazendo o filme ter uma pegada mais séria.

O romance no filme é algo que não gostei no filme, ficou muito forçado, puxou totalmente o romance fraquinho que se tem no Crepúsculo. O filme também acaba sendo previsível, você acaba sabendo os próximos atos que os personagens irão realizar.

A atuação dos atores são boas, mas nenhum conseguiu me surpreender. Eu sou muito mais a Chloë Grace Moretz fazendo a Hit Girl (Kick- Ass), do que ela fazendo a Cassie (personagem dela no filme).

Se você gosta de filmes de ataques de aliens na terra com bastante ação e algumas cenas de romance teen, com certeza A 5º Onda é para você!

A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas. Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos. Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar.

A Quinta Onda chega aos cinemas brasileiros em 21 de janeiro de 2016

62% Bom
  • Roteiro 80 %
  • Fotografia 60 %
  • Enredo 50 %
  • Efeito Especiais 70 %
  • Atuação 50 %

Compartilhe.

Sobre o Autor

Amante cinematográfico, adorador de música, games e viciado em Star Wars, um amor que nunca será entendido. Em seu tempo livre gosta de comer, ler e ficar procurando um jeito de viajar para uma galáxia muito distante.

  • waccana

    Acho que a crítica poderia ser mais aprofundada, sabe, pode melhorar mais 🙂 mas boa sorte com o trabalho, e sempre no foco.

  • Boa, tava procurando sobre isso mesmo…
    *ps: Tira um pouco de “o filme” de todas as frases 😛