Retrospectiva: Jogos de Dragon Ball – Parte 1

0

dbz banner

Com o ainda recente início da série nova Dragon Ball Super e ainda nas lembranças do lançamento do jogo Dragon Ball XenoVerse, é oportuno lembrar dos muitos jogos baseados na série. Esta retrospectiva irá contar brevemente com todos os jogos da série japonesa do primeiro jogo, lançado em 1986, até o aclamado Dragon Ball GT: Final Bout. É interessante ver como os jogos vão cobrindo novos arcs na medida em que o anime é transmitido nas televisões japonesas.

Como verão ao longo desta matéria, Dragon Ball é uma série muito prolífera no mercado de jogos, tão prolífera em fato que foi necessário dividi-la em duas partes.

  • Dragon Ball: Dragon Daihikyou – Produzido para o Super Cassete Vision, o jogo funciona como um shoot-em-up vertical sobre a nuvem voadora usando o bastão mágico e tiros de Ki, numa busca pelas Esferas do título.

dbz dragon

  • Dragon Ball: Shenlong no Nazo – Lançado para o Famicom, é um jogo de aventura (estilo Zelda) baseado nos acontecimentos do primeiro arc da série original. Foi lançado no Ocidente sob o nome Dragon Power, adulterado totalmente em relação à franquia.
  • Dragon Ball: Daimao Fukkatsu – Jogo de combate estilo card game, lançado para o Famicom. Se passa no arc de Piccolo Daimao.
  • Dragon Ball 3: Gokuuden – Lançado para o Famicom, é a sequência de Daimao Fukkatsu, com jogabilidade similar. Cobre toda a saga do primeiro Dragon Ball até um pouco da saga Z.
  • Dragon Ball Z: Kyoshu! Saiyan – RPG de Famicom(NES) com sistema de lutas de cards similar aos anteriores, baseado no começo de Z, que cobre a invasão dos saiyajins, mas inclui também o arc filler de Garlic Jr..

72227-dragon-ball-z-kyoshu-saiyajin-nes-screenshot-confrontation

  • Dragon Ball Z II: Gekishin Freeza – Sequência do anterior, que cobre o arc de Freeza (mas termina antes de Goku se tornar Super Saiyajin). Por algum motivo, vários personagens que deveriam ter morrido foram para Namek.
  • Dragon Ball Z: Super Saiyan Densetsu – Lançado para Super Famicom(SNES), é um remake dos últimos dois jogos, excluindo os fillers. O sistema de luta é baseado nos anteriores, mas foi melhorado. Termina a luta com Freeza pelo menos.

dbz densetsu

  • Dragon Ball Z III: Ressen Jinzouningen – No Famicom, é a sequência direta de Gekishin Freeza e começa exatamente onde o último parou (no meio da luta contra Freeza)
  • Dragon Ball Z: Gekitou Tenkaichi Budokai – Lançado para Famicom, é o primeiro jogo de luta da série, e funciona com um leitor de cartões que representam os personagens, que compreendem os arcs dos saiyajins, do Freeza e dos andróides. As lutas são simples mas interessantes, incluindo mesmo um sistema de vôo livre.
  • Dragon Ball Z – Jogo de arcade com um nome bem… simples. É um jogo de luta similar à série Street Fighter (mas com gente voando).
  • Dragon Ball Z: Super Butouden – Cobrindo o fim do arc Piccolo Jr. até o final dos Cell Games, Super Butouden é até hoje o jogo da franquia mais vendido no Japão e foi lançado também em alguns lugares da Europa. É um jogo de luta interessante no Super Nintendo, no qual os lutadores podem tomar distâncias incomuns em jogos de luta, ou assumir um plano ao voar. A tela se divide em dois, aí os lutadores podem se atirar com bolas de ki, ataques especiais ou tiros mais poderosos, que pausam a luta, e forçam o oponente a entrar combinações de comandos para defender, contra-atacar ou desviar. O conceito faz ainda mais sentido pois, convenhamos, assistindo o anime, os lutadores têm muito mais dificuldade de se esquivar de um Kamehameha do que parece. O jogo conta com personagens secretos, incluindo até mesmo Mr. Satan! (que… acaba não sendo jogável mesmo)

dbz butouden

  • Dragon Ball Z Gaiden: Saiyajin Zetsumetsu Keikaku – Último jogo lançado para o Famicom e, de acordo, retomando o combate na forma de card games, o jogo segue uma história inédita, que depois foi adaptada para OVAs.
  • Dragon Ball Z: Super Butouden 2 – Sequência do aclamado jogo de luta. O jogo cobre os Cell Games, de forma mais extensa que o primeiro jogo, e também inclui histórias baseadas nos filmes protagonizados por Bojack e Broly. O modo principal do jogo, que conta as histórias, pode seguir bifurcações no seu andamento, dependendo de suas escolhas, vitórias e derrotas. Engraçadamente, Goku é um personagem secreto.
  • Dragon Ball Z: V.R.V.S. – Jogo de arcade onde você escolhe um dos cinco personagens disponíveis e luta com uma vista de frente ao inimigo. Cabines especiais do jogo desfrutavam de sensor de movimentos.
  • Dragon Ball Z: Buyuu Retsuden – Lançado para Mega Drive, Buyuu Retsuden tem como base a jogabilidade da série Super Butouden, e cobre, ainda de forma pouco fiel, a sequência de eventos do começo da série Z até os Cell Games.
  • Dragon Ball Z Gaiden: Shin Saiyajin Zetsumetsu Keikaku – Chikyuu-Hen – Jogo lançado para Playdia, seu estilo é um de graphic adventure, em qual o jogador simplesmente toma decisões após assistir determinadas cenas, e uma escolha certa prossegue com o jogo.
  • Dragon Ball Z: Super Butouden 3 – Super Butouden 3 cobre o arc de Buu, mas por algum motivo não tendo nenhum modo história. Vai entender. A jogabilidade é a mesma dos anteriores, e os gráficos foram aprimorados.

Super Botouden 3

  • Dragon Ball Z: Idainaru Son Goku Densetsu – Lançado para TurboGrafx16, o jogo cobre lutas do protagonista Goku desde a saga Dragon Ball até a luta com Cell. O jogo consiste de combates 1 x 1 em quais o jogador apenas escolhe as ações a ser tomadas.
  • Dragon Ball Z: Goku Hishouden – Começando no fim de Dragon Ball e indo até a luta contra Vegeta, Goku Hishouden é o primeiro jogo da franquia para Game Boy, e consiste em um RPG em turnos.
  • Dragon Ball Z Gaiden: Shin Saiyajin Zetsumetsu Keikaku – Uchuu-Hen – Sequência do jogo lançado para Playdia.
  • Dragon Ball Z 2: Super Battle – Continuação do jogo de arcade, mais movimentado e com mecânica de vôo similar à série Super Butouden.
  • Dragon Ball Z: Super Gokuden – Totsugeki-Hen – Lançado para Super Famicom, o jogo é um RPG de ação, no qual o jogador deve acessar comandos quando o personagem brilhar. Fora das lutas, o jogo avança se o jogador acertar várias perguntas feitas ao longo do game, em relação aos eventos do mangá.

Dragon Ball Z Super Gokuden - Totsugeki-Hen3

  • Dragon Ball Z: Ultimate Battle 22 – Lançado para Playstation, Ultimate Battle 22 é um jogo de luta em arena 3D (como Tekken, mas mais movimentado). É hilário reparar que os nomes dos personagens durante as lutas aparecem com marcas registradas do lado.
  • Dragon Ball Z: Goku Gekitouden – Continuação de Goku Hishouden e também lançado para Game Boy, o jogo parte de onde o último terminou, e termina com a luta final contra Freeza.
  • Dragon Ball Z: Super Gokuden – Kakusei-Hen – O segundo jogo da série Gokuden segue a mesma linha do primeiro, mas com uma mecânica um pouco mais robusta. O enredo se inicia nos últimos momentos de Dragon Ball e termina com Freeza.
  • Dragon Ball Z: Shin Butouden – Último jogo da série Butouden, lançado para o Sega Saturn. O modo história compreende apenas a saga dos androides, mas a seleção de personagens cobre toda a série Z, e inclui também Goku e Mestre Kame do Dragon Ball original.
  • Dragon Ball Z: Hyper Dimension – Lançado para Super Nintendo, é um jogo de luta, mas um pouco diferente dos demais lançados para a plataforma. Hyper Dimension atua mais como um jogo de luta tradicional, mas com alguns aspectos notáveis como as raras lutas aéreas. Vale notar que o jogo é beeeeeem bonito.

freeza

  • Dragon Ball Z: The Legend – Jogo de luta bem único; as lutas ocorrem em uma arena tridimensional com movimento livre, e podem ser em times, com até 3 lutadores em cada um. Não há barras de vida, em vez disto há uma barra de equilíbrio comum a todos, e quando o um time consegue levar a barra à sua extremidade, através de golpes e mais golpes, a luta acaba com algum golpe mais espetacular. O jogo foi lançado para Playstation e Saturn.
  • Dragon Ball GT: Final Bout – Sem dúvida o jogo de Dragon Ball mais conhecido da era, pelo menos por aqui no Brasil (talvez por ter sido, diferente da maioria dos outros jogos, comercializado no Ocidente, em especial nos Estados Unidos, ainda que muito tempo depois do lançamento original). Apesar de ser, em sua essência, um jogo da série GT, ele é em sua maior parte composto de personagens da saga Z, e Final Bout é também o primeiro jogo a usar modelos em 3D.

dbz finalbout

 

Após Final Bout, houve um longo tempo sem que a franquia fosse tocada novamente, sendo retomada apenas em 2002, com jogos como Legacy of Goku e o primeiro game da série Budokai, além do lançamento de Final Bout nos Estados Unidos. Isto nós veremos com mais detalhes na Parte 2!


Compartilhe.

Sobre o Autor

Rafael Ferreira

Engenheiro, gamer, headbanger e assistidor de anime. Também é compositor e produtor como passatempo.