Batman: Arkham Knight. O grande volante de finalização da saga.

0

Logo_batman_arkham_knight_(1)

Batman: Arkham Knight é a continuação da premiada saga para consoles e PC, Arkham. Tirando o Origins, que faz uma volta temporal e não foi um grande sucesso pela mídia, ficando com 76 pontos de 100 na escala de média, a saga se completa trazendo uma finalização de ouro para cada vilão. Neste citado, a missão principal ocorre envolvendo o novo vilão, Arkham Knight e o Espantalho.

Novidades:
A primeira novidade perceptível no jogo é claramente o Batmóvel. As funções dele são as mais diversas, desde puxar objetos com o arpão até manobras de velocidade pela Gotham City. Também tudo isso é incluso dentro de um sistema de upgrade junto com o restante disponível e que já estamos acostumados, mas tudo de uma forma mais ampla.

Outras armas também se destacam como parte do gimmick do jogo. A arma para eletrificar é uma delas, na qual você pode reter/remover energia de algo ou garantir energia para determinado objeto.

História:
Como dito no texto introdutório, Arkham Knight finaliza a saga com chave de ouro. Para isso, a trama foi desenvolvida para que cada personagem mostre um outro lado e para que cada vilão tenha seu próprio desenvolvimento. Para evitar qualquer spoiler, darei um exemplo básico: um personagem “X” tem tal característica, mas essa característica torna-se inútil ou contra ele mesmo, fazendo um grande plot-twist.

Arkham Knight garante isso do início ao fim, sem nenhuma pressão exagerada ou coisa do tipo, fazendo o plot soar naturalmente.

Batman-Arkham-Knight

Defeitos e ausências:
O jogo, mesmo contando com sua grande ambientação Dark, não cumpriu algo interessante em termo de game design. Durante a missão principal, não existe nenhum tipo de batalha contra chefe. Mesmo tendo algumas batalhas contra Arkham Knight, ainda sim não existe uma motivação forte na batalha ou uma dificuldade atraente e diversificada para o jogador.

Importante destacar que por mais que o Batmóvel seja um grande destaque, a utilização abusiva ou às vezes sem necessidade, cansa muito e deixa algo extremamente vago durante o jogo.

Gameplay:
O gameplay respeita a série e consegue ser ótimo com as novidades introduzidas. Não existe nada que dê motivo para desesperos ou coisas do tipo, tudo soa como natural e pessoalmente quase nem notei os gimmicks novos como novos. Parecia que eu já estava familiarizado com a utilização de suas funções.

Veredito:
O jogo é obrigatório para quem curtiu e/ou zerou Arkham Asylum e Arkham City. Além de referências dos dois jogos no mesmo, ele capta perfeitamente a ambientação essencial e te coloca de forma familiarizada no jogo.

Para quem não jogou, pode jogar este, mas algumas referências podem ser perdidas e a imersão pode não ser a mesma de quem jogou os anteriores.

E você? O que achou de Batman: Arkham Knight? Não deixe de comentar!

Resultado

8.7 Incrível!

O jogo é obrigatório para quem curtiu e/ou zerou Arkham Asylum e Arkham City. Além de referências dos dois jogos no mesmo, ele capta perfeitamente a ambientação essencial e te coloca de forma familiarizada no jogo.

  • Gameplay 9.5
  • Game Design 7
  • Gráficos 9
  • História 9.2

Compartilhe.

Sobre o Autor

Lucas Hinz

Compositor independente, fascinado por jogos e estuda por lazer, trabalha com fluxos formalmente e pretende se tornar diretor fonográfico.