Sonic CD – Explicando o motivo de ser o mais hardcore da série

4

logo-jpn

Sabe aquele vinho extremamente saboroso e especial, mas que não é feito para todos? Sonic CD se resume exatamente nisso e explicarei todos os motivos.

Arte:
Ao contrário do salto artístico de Sonic 1 para Sonic 2, com toques bem diferentes, Sonic CD seguiu o mesmo padrão base de Sonic 1 com um toque mais japonês e com seu cartoon mais encorpado e convergindo mais para um toque surrealista dentro da definição de cartoon. Isso quer dizer que para quem aprecia Sonic em suas origens de jogo, em 1991, esse é o jogo que mais respeita o próprio citado.

Level Design:
Em um jogo de Sonic, teoricamente a “bola de Pinball” tem a própria limitação de sua liberdade que é o level design. Já que Sonic é um ouriço livre e sem freio, o level design serve para limitar e delimitar os desafios inseridos na fases, além de suas premiações. Para que isso seja feito da forma mais minuciosa e brilhante, tudo deve ser estudado e detalhado, e não há nada superior nesse quesito. Sonic CD, além de ter alguns dos maiores mapas de Sonic e inserção detalhadas de itens, principalmente as placas de viagem temporal, o jogo altera o level design de forma genial em cada tempo, usando o presente como base, e o melhor, tudo quase em tempo real. O motivo de ser “quase” está no fato do level design ser alterado, isso acarretaria em possíveis prisões de Sonic nas paredes e no chão.

1

Música:
A trilha sonora de Sonic CD vai além da compreensão de muitos para o ano que foi lançado, 1993. O soundchip foi deixado de lado e trocado por músicas de estilo House (eletrônica) com elementos Pops dos jogos anteriores e teve uma amplitude auditiva como nunca visto em algum jogo de Sonic. A trilha de Sonic CD estava à frente de seu tempo.

Melhoras na versão de 2011:
Em 2011, Sonic CD recebeu um Remaster. Não, não é um port com nome de Remaster como se costuma falar hoje em dia. Além de ser em HD e Widescreen, Sonic CD recebeu um novo motor chamado Retro Engine, o Special Stage ficou mas fluído, o Tails é personagem destravável e as músicas receberam os devidos loops.

Resumo:
Sonic CD é um jogo para quem realmente aprecia Sonic a fundo e se encanta por sua autenticidade e forma de criação, por isso é um jogo extremamente dividido na fanbase, além da divisão que a própria Sega ficou gerando durante os anos que se passaram, mas isso não é um assunto para o momento.

E você o que acha? Sonic CD é o jogo mais hardcore da série? Não deixe de comentar!


Compartilhe.

Sobre o Autor

Lucas Hinz

Compositor independente, fascinado por jogos e estuda por lazer, trabalha com fluxos formalmente e pretende se tornar diretor fonográfico.

  • Murilo Fazanaro

    Faço de suas palavras as minhas meu caro Lucas, olha meu exemplar aí fez parte de um pedaço feliz da minha vida! Gde abraço, parabéns pelo review!!!

    • Hinz

      Opa! Bacana!
      Eu guardo a minha versão japonesa com carinho até hoje. =)

  • Josué Augusto Dario

    Cara, eu acho que você poderia ter feito menção ao Sonic 2 do Master System, já que (não sei se é só impressão minha), mas ele parece ter elementos do Sonic CD

    • Hinz

      Provavelmente a arte. Como Sonic CD puxa elementos de cubismo e surrealismo, Sonic 2 de MS faz o mesmo. Veja Green Hills por exemplo.