Super Pac-Man: A verdadeira continuação do original

0

Pac - Man

Pac-Man. Não há quem não conheça a figura amarela com boca de fatia-de-pizza, que anda em um labirinto fugindo do quarteto de fantasmas Inky, Blinky, Pinky e Clyde e, quando tem a oportunidade, comendo os mesmos até que só sobrem os olhinhos.

Em 1980, a Namco lançava o jogo que viria a explodir na época e ser conhecido por todas as gerações desde então. O clássico teve, em 1982, uma sequência, Ms. Pac-Man, que também muitos conhecem. O título foi desenvolvido pela Midway (publisher do original na América do Norte) sem permissão da Namco, mas a gigante japonesa eventualmente adotou o título e o lançou em terras nipônicas no mesmo ano. Desde então, a série teve várias adições menos relevantes, como Pac-Man Jr. e Pac-Land (conhecida por vários apenas por ter se tornado um estágio em Super Smash Bros. for WiiU), até eventualmente ter feito seu salto para os consoles, começando pelo adorado Pac-Man World, de Playstation.

Será que não estamos esquecendo alguma coisa?

Um jogo esquecido – ou desconhecido – por gamers afora é o que veio a ser a verdadeira sequência de Pac-Man. Conheçam Super Pac-Man.

supapa

Lançado em Outubro de 1982 e em Dezembro do mesmo ano nos Estados Unidos, Super Pac-Man é o que pode ser considerada a continuação lógica de Pac-Man. Um gameplay totalmente renovado e novas características marcam o título desde os primeiros segundos.

O objetivo básico de Super Pac-Man ainda é o mesmo de sempre: andar por um labirinto e dar um jeito na comida espalhada no mesmo sem ser encurralado e atingido pelos fantasmas; porém, vários elementos novos permeiam a arena.

  • As pellets comuns foram substituídas por frutas, em quantidade um pouco menor.
  • Certas áreas da arena são fechadas por portões, que são abertos por chaves espalhadas pelo labirinto, cada chave abrindo um ou mais portões respectivos, geralmente próximos.
  • Além das power pellets, que continuam assumindo a mesma função de enfraquecer os fantasmas, há também as super pellets, que fazem o amarelinho aumentar de tamanho, tornando-o invulnerável aos fantasmas (mas não necessariamente derrotando os mesmos, a não ser que haja uma power pellet ainda em efeito) e fazendo possível com que ele ARROMBE os portões, sem necessidade de se pegar chaves para permanentemente abri-los.

SPacman

O sucesso do jogo foi inibido por uma população confusa, que percebeu o jogo como diferente demais da fórmula original, pelo menos nos Estados Unidos – o Japão recebeu a nova mecânica muito melhor. Outro aspecto que pode ter sido detrimental ao jogo é a total falta de variedade nos labirintos; a única variação que ocorre entre uma fase e outra é estética, exceto as fases bônus, em que não há fantasmas, você está fixo na forma Super e tem um tempo limite para limpar a arena.

Não é exato dizer que o jogo NÃO deixou um legado. O game ainda é eventualmente portado em diversas coleções da Namco, como o Namco Museum, por este motivo tendo aparecido em várias plataformas diferentes, ainda que quase nunca sozinho (fora de uma compilação). Super Pac-Man é também lembrado em Super Smash Bros. em WiiU e Nintendo 3DS, representado pelo Final Smash do personagem, em qual ele cresce em tamanho (e assume a forma original 2D dos clássicos).

Super Pac-Man não é a única tentativa da Namco em investir em uma variação consideravelmente modificada do clássico. Em Pac & Pal, somente lançado no Japão, Pac-Man é acompanhado de uma parceira, Mil, que te ajuda a levar os itens espalhados (mas às vezes dá umas vaciladas e acaba atrapalhando nesse sentido), e Pac-Man agora não come os fantasmas, podendo no entanto paralisá-los GRITANDO neles. É um jogo curioso.

No Youtube, você pode encontrar vídeos de gameplay de Super Pac-Man. Confira abaixo um deles.

E aí o que achou? Super Pac-Man é a verdadeira continuação do Pac Man Original?


Compartilhe.

Sobre o Autor

Rafael Ferreira

Engenheiro, gamer, headbanger e assistidor de anime. Também é compositor e produtor como passatempo.