Mais 5 Bandas de metal e rock que você deveria ouvir

0

guitarras

Continuo com meu interesse em divulgar música boa, e portanto começo aqui um segundo capítulo de recomemdações musicais para vocês.

 

Da última vez, fiz uma seleção de algumas das bandas que eu considero da mais alta qualidade musical, e também formas de fazer música menos típicas mas interessantes. Desta vez, irei inverter um pouco o foco, dando mais atenção ao curioso, mas sem fugir da qualidade.

Antes de começar, venho aqui lamentar que, da última vez, não escolhi uma boa música pra representar Devin Townsend. Escolhi justo a música mais monótona (apesar de ainda muito agradável de se ouvir) que eu poderia ter lembrado. Vou tomar a liberdade de corrigir este erro e lhes mostrar uma música muito louca:

 

E agora que isto está fora do caminho, vamos às recomendações!

 

dark flood

Dark Flood

Começarei com Dark Flood, banda sensacional vinda da Finlândia, a sede mundial do Metal.

O estilo deles tem um certo sabor de power metal (tipo Dragonforce, Blind Guardian), mas com características de death metal melódico (eba, mais guturais). Bom, pra quem não liga ou não entende os rótulos, basta saber que é bom. Conta com um vocalista para fazer o canto limpo e outro para fazer os guturais e as caretas.

Descobri a banda apenas há uns meses atrás e já estou apaixonado. Ainda sim, não conheço muito o trabalho deles, então baseio minha opinião na obra mais recente, Inverno, pois ainda não cheguei a ouvir direito os trabalhos anteriores. Independente disto, não tem como eu não recomendar essa banda. O clima é sob medida, não é nem intenso demais, nem fraco demais, o balanço entre peso e melodia é adequadíssimo, e você não vai esquecer que está ouvindo metal pesado, tampouco que está ouvindo música muito melódica.

 

Músicas recomendadas: Force of Nature, Culprit’s Script, Never-Ending Credits.

 

twelve foot ninja

Twelve-Foot Ninja

Embora não seja uma das minhas bandas prediletas, eu não posso negar que eles têm um estilo bem próprio.

Fazendo uma espécie de reggae, funk, salsa e outros estilos do tipo com rock, você pode acusá-los de forçar uma fórmula diferente, mas não dá pra negar que eles têm estilo. O jeito usual de compôr é intercalar seções reggae e rock, sem muita conexão. A parte interessante é que ambos são executados de forma bem autêntica.

Até a confecção deste artigo, Twelve-Foot Ninja só tem um disco, Silent Machine.

 

Músicas recomendadas: Deluge, Coming For You

 

huaska

Huaska

Ok, talvez você já tenha ouvido essa sim. É uma banda brasileira, e tem algum reconhecimento aqui (pelo menos considerando que eu conheci-a na MTV). Mas independente disto, não é um conjunto com muita exposição

Para quem não conhece, Huaska combina bossa nova e chorinho (!!) com rock, de forma menos desajeitada que Twelve-Foot Ninja. É muito agradável de ouvir, com um tom divertido mas sincero, e é um alívio saber que o Brasil sabe fazer rock de qualidade. E é cantado em português. Eu, que não costumo ligar pra rock nacional nem pra bossa nova, não pude deixar de notar nela. Aposto que você também não vai!

 

Músicas recomendadas: Gávea, Ainda Não Acabou, O Mar

 

above the earth

Above The Earth

Vindo das terras distantes — e não reconhecidas pela sua música — da Sérvia, Above The Earth é uma banda bem curiosa. Tanto a composição e o arranjo quanto a produção são bem intensas e pesadas, e ainda sim o som é indiscutivelmente pegajoso, grudento. A banda conta com vocal feminino, com características bem pop, enquanto a instrumentação remete ao metal, e traz umas melodias bem interessantes. Esta combinação flui muito bem, resultando em músicas simples, que vão direto ao ponto, mas são uma delícia de ouvir.

Above The Earth só conta com um EP e alguns singles largados, inclusive um cover particularmente sensacional de uma música que eu jamais acreditaria que teria salvação. Confira também Destiny Potato, banda similar (e tangencialmente relacionada).

 

Músicas recomendadas: You, All Our Dreams. Não é como se eles tivessem muitas músicas em primeiro lugar.

ne obliviscaris

Ne Obliviscaris

De acordo com sua página na Wikipedia em inglês, “as influências musicais vem desde metal progressivo até black, death metal e metal melódico, e música clássica, jazz, avant-garde e flamenco”. E ainda sim, nada sobre a música deles soa estranha. Ne Obliviscaris, banda vinda da Austrália, combina metal extremo com música suave, alternando entre os dois (ocasionalmente combinando-os) sem haver conflito. Isto ocorre em grande parte porque mesmo os momentos mais violentos tendem a ser melódicos, já preparando o terreno para a calmaria. É bem similar a Opeth (que eu preciso cobrir em um possível futuro capítulo) nesse sentido.

 

Músicas recomendadas: Forget Not, Triptych Lux, Of The Leper Butterflies, eu já mencionei Forget Not? Sério, vá escutar Forget Not. Tô até deixando o link.


Compartilhe.

Sobre o Autor

Rafael Ferreira

Engenheiro, gamer, headbanger e assistidor de anime. Também é compositor e produtor como passatempo.