Microsoft e o mercado de consoles

0

Windows-10-Arrival-on-All-its-Devices

Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, disse oficialmente que franquias que serão lançadas ou jogos de franquias conhecidas irão para o PC usando o Windows 10. Isso acarretará em várias consequências futuras e várias posições embasadas em fatos podem ser usadas para deduzir o futuro da Microsoft e o mercado de jogos.

1) Posições no mercado de consoles.
Com essa fusão cada vez maior entre PC e Xbox, fica um pouco mais claro que a Microsoft quer fazer um expansão através de união, ou seja, diminuindo a diferença entre o PC e o Xbox, fazendo com que o significado de console seja diminuído e fazendo com que a competitividade seja menor. Em suma, ela parece levar no caminho de não querer mais criar apelativos para que o jogador escolha um console exclusivamente dela. Ela está seguindo a teoria de “ser taxista, mas pedir para a pessoa utilizar um metrô, mas se não tiver como, o táxi pode ser uma alternativa”.

April-8-Nathan-Davis-Console-Wars

2) Qual será o motivo desse caminho?
Sabemos que Xbox em vendas nunca foi um grande prestígio perto das concorrentes e não faz tanto por merecer. O Xbox 360 é o único que conseguiu ir para frente com a fraqueza do PlayStation 3 por seu processamento complexo e por adquirir várias equipes para trazer exclusivos para ele. Inclusive vários JRPGs, que não tem força no Xbox.

Outro ponto importante a citar é sobre a marca Xbox. É uma marca que não dá tanto lucro ou causa até prejuízo. Vendo em uma posição assim e sua força grande no PC, o mais lógico é seguir de fato o seu grande foco, o PC, ou seja, provavelmente os consoles irão continuar como pseudo consoles, mas de uma maneira puramente integral em um futuro não tão distante, fazendo com que o computador e os futuros consoles sejam interligados da maneira mais simples e fluída.

3) Abertura para uma concorrência diferenciada:
Se minha situação, por ventura, se tornar real, um grande caminho será aberto para a concorrência formar um grande triângulo de diferencial, com imersões exclusivas e jogos exclusivos, ou se possível, quem sabem um grande quadrado?

O console é valorizado através de vários fatores, seja desde jogo até rede. Vamos ver como o mercado irá se portar de agora em diante com tendências para algumas mudanças.


Compartilhe.

Sobre o Autor

Lucas Hinz

Compositor independente, fascinado por jogos e estuda por lazer, trabalha com fluxos formalmente e pretende se tornar diretor fonográfico.