Entrevista com Miyazaki, designer de Bloodborne, revela sua filosofia sobre o design no jogo

0

BB

Miyazaki quer que o jogo seja desafiador:

Não quer dizer que vou criar um jogo para a massa, mas quero algo que seja apreciado pelo ‘jogador hardcore’

Miyazaki considera que história e experiência cinematográfica não são seus objetivos:

Elaboração de uma experiência cinematográfica ou uma história linear não é o objetivo de Miyazaki. Personagens e história são pilares, apenas pedaços de uma estrutura que formará o jogo.

Miyazaki reforça a importância do desafio e sua experiência importante com isso desde seu início de carreira:

Eu acho que é seguro dizer para todos os jogos que trabalho que esse ‘DNA’ não mudou. O que eu quero é que nossos jogadores de peso realmente tenham a sensação e realização de superar os desafios mais difíceis que o jogo pode apresentar.
Se eles sentirem isso, estarei feliz.

Miyazaki observa que os jogos requerem cada vez mais tempo de desenvolvimento e equipes maiores em uma parte de entrevista.

Miyazaki faz observações por causa de sua idade:

O meu desafio pessoal é que eu tenho ’40’ e não sei em quantos jogos depois de Bloodborne irei trabalhar, jogos que eu possa desenvolver de forma plena
Agora a questão é quantos mais jogos desse tipo eu posso realmente fazer com uma lista do que eu queria fazer em nossos títulos anteriores. É um desafio para mim descobrir o que fazer no restante do tempo que tenho na minha carreira.

Fonte: Herocomplex


Compartilhe.

Sobre o Autor

Lucas Hinz

Compositor independente, fascinado por jogos e estuda por lazer, trabalha com fluxos formalmente e pretende se tornar diretor fonográfico.