Já pensou em ter códigos auto completados para você? A Darpa está financiando um projeto assim

0

code

Dessa vez a DARPA não está financiando nenhum projeto maluco de robô, ou uma nova arma superpotente (Não que eles não estejam fazendo isso em paralelo). Em conjunto com a universidade de RICE, eles estão ajudando o projeto Plínio (PLINY) a ser criado.

Em homenagem a um dos primeiros criadores de enciclopédias, Plínio o Velho, o novo projeto será uma ferramenta que poderá completar automaticamente códigos feitos por programadores. E sim vai funcionar igual o que acontece no seu Smartphone. Seus desenvolvedores descrevem-no como um repositório de terabytes sobre terabytes de todo o código-fonte aberto que eles conseguirem encontrar, no qual as pessoas poderão consultar a a fim de criar facilmente um software complexo ou acabar rapidamente com um simples.

O professor assistente Swarat Chaudhuri da universidade de Rice diz que ele e seus co-desenvolvedores “imaginam um sistema que em que o programador escreve algumas das linhas de código, aperta um botão eo resto do código aparece.” Bem simples não?

No vídeo acima, Chaudhuri usa uma folha de papel com um buraco no meio para representar o trabalho incompleto de um programador. Se ele usa  o Plínio para preencher esse buraco, a ferramenta irá olhar através dos milhares de milhões de linhas de código em sua coleção para encontrar possíveis soluções (representadas por diferentes formas no vídeo). Uma vez que encontra a solução mais próxima, a ferramenta irá cortar quaisquer partes desnecessárias, polir o código, verificar se tem falhas de segurança e chegar com melhor solução. Mais de uma dezena de pesquisadores da Universidade de Rice, estarão trabalhando no novo software para os próximos quatro anos, impulsionado pelo financiamento de 11 milhões dólares da divisão ciência louca do Pentágono.

Será que realmente pode dar certo? A idéia é boa para alguns códigos e para coisas mais complexas? Bem, vamos aguardar e ver se estaremos usando o Plinio daqui uns 4 anos.

Via Engadget


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!