Efeito Borboleta

0


Efeito borboleta faz parte da teoria do caos, que estuda o comportamento imprevisível e aleatório de um sistema, mas não é dessa teoria que vamos falar agora e sim do filme que aborta o mesmo assunto de uma forma muito intrigante para se assistir, duvido que muitos aqui não tenham assistido a este filme, pois este é um filme direto de 2004, mas sempre vale a pena rever de novo quando o filme é realmente bom.

Evan Treborn um estudante de universidade vai comemorar por estar 7 anos sem ter nenhum apagão como costumava ter em sua infância e em sua adolescência. Após alguns jogos de sinuca e algumas cervejas Evan retorna para seu quarto na universidade com uma colega, onde encontram velhos diários que Evan tinha de escrever para ajudar a não ter outros apagões durante sua infância.

Com os diários Evan descobre que consegue reviver tudo que ele tinha escrito e assim descobrindo o que houve durante todos aqueles apagões e descobre que não consegue só reviver como também consegue mudar os fatos do diário, porem cada vez que ele muda acaba havendo um transtorno enorme e a mudança em seu futuro. Mesmo que as intenções dele sejam boas, sempre acaba frustrado por não conseguir o que ele realmente quer e acaba sempre decorrendo a uma saída drástica.

Este filme ele retrata bem a teoria, então para quem esta conhecendo ela agora é recomendado que assista ao filme. Além disso, ele é um filme muito bem falado por todos que assiste, pois ele é realmente bom, boas atuações, bom enredo e muito instigante, assista meia hora de filme e esteja preparado para querer ver ele inteiro parar saber o final.

O filme tem o dom de trabalhar sua reflexão com o tema abordado, o efeito borboleta da teoria do caos reflete a forma em que as coisas do universo funcionam e são imprevisíveis e aleatórias. Explica que exatamente qualquer coisa mesmo pode causar o efeito no futuro que ninguém pode saber. Como Edward Lorenz uma bater de asas da borboleta pode provocar um furacão do outro lado do mundo.


Compartilhe.

Sobre o Autor

Antony Sanches

É simplesmente um ser sem forma, sonhador, carente e que auto se intitula maluco beleza. Paciência é muito necessário para conviver com essa pessoa!