Mary e Max, uma amizade diferente

0

imagem33286_1

Mary e Max, você conhece ou ao menos já ouviu falar? Se sim, parabéns, de certo é um bom apreciador de desenhos ou só mais uma pessoa aleatória que assistiu quando lançou, se não, já era de se esperar o filme é de 2009 e só fui assistir ele neste ano e só porque eu estava entediado e baixando todos os filmes de animação que via pela frente, não por indicação, nem porque vi em um site Nerd da vida e muito menos porque lembro do lançamento e fiquei curioso para assistir este desenho um pouco quanto estranho.

 

A animação é feito pelo mesmo efeito de A Fuga das Galinhas, sim, aquela linda animação de massinha em 3D. O filme também conta com uma cor bem sombria e quase tudo é em um tom de cinza e olha que nem foi feito com o Tim Burton, ainda bem seria terrível ver o Max com a feição de Johnny Depp. Bom, até ai temos um elenco de massinhas sombrias e para ficar mais estranho, temos uma contribuição de um drama, um drama daqueles que nos fazem querer morrer e uma pitada de humor negro, uma pitada bem de leve, porem que nos fazem rir mesmo assim, salvando nós do drama do filme. Se um desenho de massinhas 3D, sombrios com humor negro e drama não te convenceu de que isso é estranho, saiba que é uma historia baseada em fatos reais, se ainda não se convenceu veja a historia.

 

filmes_991_Mary and Max 5

 

Começa que Mary é uma garotinha de 8 anos que vive na Austrália, ela é bem solitária tendo um galo chamado Ethel como seu único amigo e com quem ela conversava, a garotinha amava um desenho chamado Noblets,(não sei se na vida real era assim também, pois não achei nada, mas no filme, esse Noblets tem formas muito especulares, uns parecendo fezes e outros com aparecias pervertidas, todos com cara de completos abobados, típico daqueles sorrisos apaixonados). Sua mãe era uma alcoólatra e nos momentos vagos, pegava coisas emprestadas sem nunca devolver, nome dela é Vera, seu pai, foi tão ausente na vida da filha que nem o nome dele tem, ele trabalhava numa fabrica de chás e quando não trabalhava, ele empalhava aves que encontrava no caminha de volta para a casa.

Ela sofria bullying por uma mancha na testa que era de nascença e por isso não fazia amigos e não se sentia confiável o bastante para conhecer pessoas e tentar mudar algo. Ela ganhava algumas moedas por pegar o jornal de um senhor com deficiência física que era seu vizinho e era apaixonada por um garoto que era gago e Nerd, que também era vizinho. Já Max vivia em nova York, ele tinha 44 anos, um senhor, obeso e solitário, ele também amava Noblets e tinha como amigos bichinhos de estimação; Um periquito chamado Mr. Cookie, um gato Hal, um peixinho dourado e um amigo imaginário. Ele sofria de uma síndrome desconhecida na época, e para piorar sua mãe se suicidou quando ele era apenas uma criança. Por causa da síndrome ele se achava estranho e tinha dificuldades em entender sentimentos principalmente o amor e odiava coisas diferentes e ou mudar a rotina de seu dia, era um ódio tão grande que ele entrava em crise, tendo que consultar seu psiquiatra.

Por mim eu já daria o Óscar de filme mais estranho da década, (É da década até porque, sabe se lá quando Tim Burton vai atacar novamente) sem ao menos ver o filme ou exigir que tenha um filme disso. Porem continua, Mary estava com sua mãe em um correio e enquanto ela roubava, Mary observava o lugar e por fim pegou uma lista telefônica, folheou sorteou um nome, porem sua mãe foi vista roubando e teve que sair correndo, puxando Mary pelo braço e só deu tempo de agarrar a pagina, rasgando uma parte. Chegando a casa Mary sorteou Max, e enviou uma carta dizendo tudo para ele e pediu para que respondesse. Mas isso para Max era fatal, era algo diferente em sua vida e então só depois de comer muito, refletir e não dormir por alguns dias, Max resolve responder a carta e dessa forma, eles viram amigos e continuam a trocar carta.

mary-and-max-2009-dvdrip-xvid-thewretched-avi_000476680

O filme continua no drama e com bastante humor porem leve como eu disse, acontece varias coisas com ele e com ela e é bom prestar atenção ou não percebera que ela esta crescendo (Assim como eu também não percebi). O filme é muito estranho, porem ele é muito bom, eu não posso dar nota por esse filme, ele é baseado em fatos reais, obviamente que modificado, na vida real, não teria um humor negro no meio do drama e o drama não é algo que nos fazem se emocionar fácil, nem o humor também nos arranca risadas altas, eu digo que filmes assim são divertidos, nos dão um sentimento no final, que é pouco estranho, não é nada exagerado nem algo fraco, é um sentimento que nos fazem dizer “É foi bom, até que eu recomendo pra quem está entediado”.

Esse post foi feito pelo Leitor Antony Sanchez, não deixem de seguir ele no seu Twitter: @avestruzzumbi 


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!