Cientistas desvendam o mistério das rochas do Vale da Morte nos EUA

1

pedras

Lá nos EUA, existe um lago seco no Vale da Morte em que a presença de várias rochas deixam os cientistas curiosos há muito tempo. E agora cientistas enfim conseguiram observar o movimento das pedras e chegaram a uma explicação: gelo fino e uma brisa suave.

Especulações sobre a origem dessas pedras especiais vão de ventos com a força de furacões a filmes de algas escorregadias. Nada disso. As rochas estão sendo empurradas por delicadas camadas de gelo que deslizam na areia, uma solução que parece gentil e pouco grandiosa demais para ser verdade. Mas a ideia não vem do nada: em 2011, um cientista publicou um modelo de jangada de gelo após realizar experimentos com areia em um recipiente Tupperware.

E então, em dezembro de 2013, uma tempestade perfeita de vento e gelo fez com que centenas de rochas deslizassem. Os pesquisadores observaram a quebra de uma fina camada de gelo que havia se formado em Racetrack Playa. Um vento leve, mas constante, carregou as placas de gelo ao redor, que se acumularam por trás das rochas e empurraram elas para frente. As pedras viajaram por cerca de 60 metros lentamente, entre dois a cinco metros por minuto, o que faz com que a observação do movimento seja bastante complicada para um observador casual. Mas, pela primeira vez, isso tudo foi capturado por uma câmera.

Eu particularmente desconhecia a história das rochas deslizantes Vale da Morte. Será que tem mais lugares com mistérios assim por aí?

Via Gizmodo


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!