CDZ: 20 anos da série no Brasil

0

http://www.cavzodiaco.com.br/images14/20anos_brasil_post.jpg

Hoje a nossa querida e amada série completa 20 anos  da sua primeira exibição aqui no Brasil. Foi no lendário 1º de Setembro de 1994, na extinta Rede Manchete, que a nossa vida (e a de milhares de fãs) mudou de forma definitiva. É verdade que nem todos os fãs começaram a assistir desde o primeiro episódio, afinal a série entrou no ar sem qualquer aviso prévio ou divulgação. Hoje vivemos novamente um momento importante, com um clima de empolgação e euforia pela estreia do filme A Lenda do Santuário no Brasil, e por tudo o que já foi lançado até os dias de hoje.

Muita gente costuma nos perguntar os motivos que levaram a série se tornar tão querida entre os fãs. A resposta não é difícil, mas também não é fácil, já que seria necessário enumerar vários motivos: a história, a questão das armaduras, das constelações, as lições de amizade, de lutar pelo próximo etc etc etc. Tirando tudo isso, analisando só o lado comercial, chegamos a conclusão que na verdade foi uma combinação de fatores de “sorte” (sim, não podemos negar a sorte) que culminaram no sucesso imediato. Como todos sabem, a série foi oferecida à Rede Manchete em forma de permuta com a distribuidora de bonecos Samtoy  (representante da Bandai na época) – a emissora teria 52 episódios (por isso parava sempre na Casa de Leão) de forma gratuita, desde que exibisse os comerciais dos bonecos (que também ficaram marcados na cabeça de todos os fãs de forma muito carinhosa). Obviamente que a emissora poderia ter vetado, afinal quem assistisse o primeiro episódio já se assustaria com as cenas de violência (principalmente da cena do Cássius perdendo a orelha). Foi neste momento que a figura do sr. Eduardo Miranda entrou em ação. Na ocasião ele era diretor da Divisão de Cinema da Manchete e foi ele que deu aval para exibir a série. Não havia momento mais propício para isso, “Os Cavaleiros do Zodíaco” estavam na hora certa (quase ninguém conhecia, afinal não vivíamos em um mundo globalizado como nos dias de hoje e a Internet não existia da forma que existe hoje) e no local certo (a Rede Manchete, que teve coragem de colocar os episódios em horário nobre, competindo de frente com novelas).

Passada a estreia, a fascinação dos fãs crescia a cada dia, nas escolas a divulgação era de boca em boca, fazendo a audiência crescer mais e mais. Depois veio um processo competente de licenciamento pela Alien Planetoys (empresa que detinha os direitos da série na época), que culminou em centenas de produtos. A febre estava instalada! A década de 90 é considerada a época de ouro da série no Brasil já que tudo o que era lançado com cavaleiros na embalagem, vendia. A revista Herói, que se destacou justamente por sempre publicar matérias sobre a série, chegou a ter a tiragem de 450 mil exemplares em uma única edição. O CD musical, com músicas da dupla Larissa e William, virou disco de ouro, platina e platina duplo rapidamente. O dia das crianças e o Natal de 1995 venderam mais de 1 milhão de bonecos action figures da Bandai, gerando um faturamento de mais de 50 milhões de reais.

Outro ponto marcante da época foi o lançamento do filme do Abel nos cinemas, este já quase um ano depois. O longa-metragem “A Lenda dos Defensores de Atena” foi lançado nos cinemas brasileiros no dia 14 de Julho de 1995 (na época intitulado apenas de “O Filme”), no auge do sucesso da série. O filme estreou em pouco mais de 209 salas (um recorde na época) espalhadas pelo Brasil todo e atingiu a incrível marca de 500 mil espectadores na primeira semana. Seguiu em cartaz por várias semanas, liderando a bilheteria em quase todas elas. O fato curioso é que, por um descuido, acabaram errando na capa do filme e utilizaram a imagem do filme Os Guerreiros do Armagedon.

Nesses 7305 dias que se passaram, muitas outras coisas aconteceram, portanto passaremos a publicar diversas matérias contanto e relembrando um pouco deste sucesso. Vale a pena citar, também, que hoje comemoramos 11 anos do retorno à tv, pelo Cartoon Network em 2003. Não podemos esquecer esta data também!

Para encerrar, assista o vídeo abaixo com o tema de abertura “Os Guardiões do Universo” (versão HD refeita pelo fã Gustavo Remor Moritz). Foi assim, numa tarde como a de hoje, que tudo começou!

Fonte: CavZodíaco


Compartilhe.

Sobre o Autor

Marcos Heber

Moro em Guaratinguetá, sou formado em Design na Faculdade FATEA em Lorena - SP. Curto games como Sonic, God Of War,animes como Os Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball Z, Samurai X e mangás são os mesmos e meu estilo de música é Heavy Metal como Metallica, Iron Maiden. Minha especialidade no Recanto do Dragão é trazer e postar noticias relacionadas ao mundo dos games e animes.