Você sabia que as raposas usam o campo magnético da Terra para caçar?

0

red-fox_679_600x450

A menos que seu nome seja Boggis, Bunce, ou Bean,(Fantastico Sr. Raposo) as chances são boas para que você goste de  raposas. São bonitas, inteligentes e quase têm superpoderes. As raposas são excelentes caçadoras e passam seus dias se alimentando de ratos, ratazanas e musaranhos. No entanto, as coisas ficam um pouco complicadas com a chegada do inverno. Sua presa começa cavando para baixo da neve, o que torna difícil para as raposas para pegar o seu jantar. Então, já que as raposas não podem se deslocar sobre sua presa, eles recorrem a uma tática que envolve pula através do ar, rompendo a neve, e agarrando os saborosos camundongos antes de fugir. É incrível assistir, mas apresenta uma questão interessante. Se os roedores estão sob a neve, como é que a raposa sabe onde ela deve pular?

O cientista checo Jaroslave Cerveny perguntava a mesma coisa. Determinado a encontrar a resposta, ele reuniu uma equipe e passou muito tempo assistindo raposas caçar. Até o final do estudo, o grupo havia registrado 84 raposas pulando cerca de 600 vezes. Eles também vieram com algumas estatísticas muito interessantes. Sempre que as raposas pulavam na direção nordeste (20 graus do norte magnético), tiveram uma taxa de 73 por cento de sucesso. Sempre que se lançou ao sudoeste, na direção oposta, havia uma chance de 60 por cento de abocanhar sua ceia. No entanto, se elas saltavam em qualquer outra direção, elas só pegavam suas presas míseros 18% das vezes. O que estava acontecendo?

Vulpes_vulpes_laying_in_snow

 

Cerveny não achou que as raposas estavam sendo afetadas pelos seus arredores, já que suas taxas de sucesso foram consistentes, apesar da água, clima ou hora do dia. Em vez disso, o cientista acredita que as raposas têm a capacidade de sentir o campo magnético da Terra. Juntamente com a sua excelente capacidade de audição, este sexto sentido funciona como um dispositivo de rastreamento, ajudando a raposa a se aprimorar em suas caçadas. Agora, enquanto o pesquisador Checo não sabe exatamente como funciona esse mecanismo, ele mantém uma teoria sólida. Cerveny informa que quando uma raposa ouve algo correndo sob a neve e escuta os passos do rato. Deste modo, a raposa se foca mantendo-se inclinada para baixo rumo ao campo magnético, no hemisfério Norte. Quando a raposa ouve que o rato chegou a essa inclinação (ou quando suas vistas se cruzarem, se você preferir), em seguida, ela pode estimar a distância entre si e seu lanche. E quando a raposa salta no ar, usando sua cauda para dirigir sua trajetória de voo, pular em cima do roedor fugitivo. Claro que se perder a presa, ela sempre poderá comprar um chapéu de bandido e invadir a granja local.

Via Knowledge Nuts


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!