Em entrevista, executivo da Sony fala sobre possível retorno de Crash e também de Spyro

0

news_photo_35114_1384701145_615

Na cidade de Brighton, Inglaterra, para apresentação da Sony no evento Develop, o CEO da Sony Computer Enterteinment, Andrew House, conta um pouco da sua participação nos 20 anos da marca PlayStation, e da possibilidade de retorno de velhas franquias de jogos como Spyro e Crash Bandicoot.

Com todo o sucesso da marca PlayStation nos dias atuais, é estranho imaginar que antes mesmo do primeiro console da empresa, havia resistência interna e descrença dentro da própria companhia. Andrew afirmou que o chefe dele chegou a dizer-lhe em certa ocasião que “um console de jogos nunca seria parte significativa dos negócios da Sony”.

Sobre a ameaça dos celulares para o mercado de jogos, o CEO mostrou confiança no mercado tradicional de jogos, reconhecendo que de fato esta ameaça existe, mas afirmando que isto permitiu que “equipes pequenas criassem experiências diferentes e criativas”. Andrew afirmou ainda que esses desenvolvedores normalmente procuram plataformas que forneçam maior experiências de maior imersão com interfaces melhores. E que por isso procuram os consoles tradicionais. Sobre o assunto ainda afirmou que a empresa capta talentos descobertos nos jogos de PC ou celular e que os trazem a um novo público.

Quando perguntado se a Sony faria como a Nintendo, que sempre revisita suas franquias clássicas, e tiraria algumas de suas franquias que não foram revividas ainda do limbo, em especial Crash Bandicoot e Spyro, Andrew respondeu:

“Este terreno é bastante perigoso! Conceitualmente, é algo que estamos pensando e discutindo, e isso é algo novo para nós nesse assunto. Começamos a dizer que talvez não haja nada de errado em visitar o passado e procurar os personagens dos quais as pessoas ainda falam, e que fizeram grande participação em sua infância ou juventude. Eu não descartaria essa possibilidade.”

Vale lembrar que algum tempo atrás tivemos um rumor de que a Sony teria comprado da Activision os direitos sobre a franquia Crash Bandicoot. Pouco tempo depois, o mesmo rumor foi logo desmentido.


Compartilhe.

Sobre o Autor

Lucas Hinz

Compositor independente, fascinado por jogos e estuda por lazer, trabalha com fluxos formalmente e pretende se tornar diretor fonográfico.