DARPA e o Pentágono estão trabalhando juntos em projeto para ajudar soldados com perca de memória

0

brain-scan

Não muito contente com seus incríveis avanços na robótica como o ATLAS, a DARPA agora fez uma parceria com o pentágono para criar pequenos robôs que ajudaram na recuperação de soldados com problemas na memória.

Embora Medtronic Inc. (MDT) já criou implantes cerebrais robóticos para tratar os sintomas do mal de Parkinson, não muito trabalho foi jogado fora quando passou a usar estes robôs para restaurar memórias perdidas em lesões traumáticas. A DARPA está usando financiamento da BRAIN initiative do presidente americano Barack Obama para desenvolver sondas implantáveis ​​que podem aplicar esta mesma ciência usada na Medtronic para a perda de memória.

Nós não sabemos muito sobre como a memória funciona, mas a esperança é que esses pequenos robôs poderiam estimular o tecido cerebral para ajudar a restaurar as memórias perdidas, utilizando fios finos que se estendem desde as sondas para o tecido cerebral.Os fios iriam entregar impulsos elétricos alimentados por um dispositivo implantado no peito, como um marca-passo ou desfibrilador interno. Impressionante não?

As sondas não devem ser usadas somente para lembranças, mas também para ajudar as pessoas a executar habilidades motoras “básicas” como amarrar um cadarço, a pilotar aviões.

A Darpa poderia aperfeiçoar esta tecnologia, e além de recuperar as memórias, ensinar sobre habilidades, como pilotar aviões ou operar um Super computador. Será que estamos chegando na era dos Super Humanos?

Via Geek OS System| Bloomberg


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!