Google vende Motorola para a Lenovo por quase 3 bilhões

0

imagem

É parece que o Google anda com novos planos para a Motorola. Comprada por 12,5 bilhões em 2012 pelo Google, a Motorola agora foi vendida para a Lenovo por 2,9 bilhões essa última quarta-feira.

O acordo prevê a transferência de US$ 2,91 bilhões, e a forma de pagamento inclui dinheiro e algumas ações da companhia chinesa.

A venda foi confirmada pelo Google em comunicado divulgado para imprensa e investidores nesta quarta-feira. A empresa diz que manterá a maior parte das patentes da Motorola, incluindo as novas aplicações e invenções feitas sob seu comando.

Contudo, a Lenovo receberá uma licença para utilização do portfólio de patentes e outras propriedade intelectuais, além de receber outras 2 mil patentes, a marca “Motorola” e as marcas registradas.

Quando a Motorola foi comprada pela Google, a ideia era adquirir as patentes registradas pela Motorola Mobility. E aproveitando o bônus, ganhou uma fabricante de Smartphones, aonde conseguiu lançar o Moto X e o MotoG, além de vários outros aparelhos que ficaram diretamente no mercado americano.

“A aquisição de uma marca icônica, com uma linha de produtos inovadores e uma equipe incrivelmente talentosa globalmente fará a Lenovo se tornar imediatamente um competidor forte no ramo de smartphones”, diz Yang Yuanqing, da Lenovo, lembrando do histórico da empresa em abraçar outras marcas como o Think da IBM. Hoje a empresa é uma das maiores no ramo de PCs.

Larry Page, CEO do Google, vê a venda como uma nova oportunidade. “A Lenovo tem a experiência para levar a Motorola Mobility para o posto de uma das maiores marcas no ecossistema Android. A venda permitirá ao Google devotar a nossa energia para a inovação no Android para o benefício de usuários de smartphones em todo o mundo.

Já Dennis Woodsite, CEO da Motorola Mobility, vê a mudança de ares como uma forma de “um caminho rápido para atingir a meta de alcançar as próximas 100 milhões de pessoas com internet móvel”. “Com os lançamentos recentes do Moto X e o Moto G, estamos em grande aceleração e a experiência da Lenovo com hardware e seu alcance global podem ajudar a ampliar isso”, diz ele no comunicado.

Será que a Lenovo vai dominar o mercado dos Smartphones chineses, ou foi somente uma forma da Google tenta tirar seu prejuízo?

Via Olhar Digital


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!