BlizzCon 2013: “Warlords of Draenor” renova visual de “World of Warcraft”

0

http://imguol.com/c/entretenimento/2013/11/08/world-of-warcraft-warlords-of-draenor-1383941457539_1277x718.jpg

A recém-anunciada expansão de “World of Warcraft, “Warlords of Draenor”, promete resgatar o espírito de uma outra era no adorado RPG online da Blizzard, com um novo mundo para explorar e ameaças antigas retornando para infernizar a vida dos jogadores. Mas logo de cara, o que se percebe em “Warlords” é que “WoW” será um jogo mais bonito – e isso não é pouca coisa.

“Warlords of Draenor” não acrescenta novas raças ou classes para o já variado cardápio de “WoW”. Ao invés disso, todas as raças atuais foram redesenhadas, ganhando muito mais detalhes e uma movimentação mais fluída, similar ao que você vê nos Pandaren de “Mists of Pandaria”.

UOL Jogos se aventurou em algumas missões da expansão na BlizzCon 2013 e, mesmo antes de encarar as batalhas contra ogros em uma fortaleza de “Warlords”, pude perceber o impacto visual na tela de seleção de personagem. Raças antigas, como os humanos, orcs e anões são praticamente personagens novos, com uma quantidade enorme de detalhes no rosto, nos cabelos e barbo as e até nos dentes – as presas dos orcs e trolls foram modeladas com capricho, tanto do lado de fora quanto dentro da boca.

São pequenas coisas que, na prática, dão ao game uma revitalização mais do que necessária nesse nono ano de vida. E o mais importante: sem afetar as silhuetas ou a figura icônica de cada classe. Mesmo com movimentos mais naturais, eles continuam sendo os mesmos gnomos, tauren e mortos-vivos de sempre.

Por sinal, o game em si permanece o mesmo, pelo menos na demonstração da Blizzcon. Para o bem e para o mal, “WoW” segue com suas mecânicas fáceis de aprender e complexas de dominar, além, é claro, do viciante design de missões. Você vai matando uma quantidade de ogros, encarando um chefe menor, coletando itens e duelando contra chefões perigosos, sempre clicando em mais uma exclamação, coletando a recompensa e repetindo o processo, num ciclo quase irresistível.

Seria quase tedioso, “mais do mesmo”, como costumam dizer os críticos de “WoW”. Mas o fato é que a renovação visual impressiona e injeta um novo ânimo nos aventureiros. Ver seu guerreiro orc em esplendor de batalha, com uma armadura altamente detalhada, explorando uma região totalmente nova é algo que faz qualquer herói aposentado de “WoW” retornar para uma nova jornada pelo game da Blizzard.

Novos sistemas, como os ‘garissons’, que parecem transformar o game em uma partida de “Warcraft 3”, com construção de base, instalações e controle de soldados, não estavam disponíveis para teste e devem ser melhor explicadas nos próximos meses.

Quinta expansão

“Warlords of Draenor” é a quinta expansão de “World of Warcraft” e ainda não tem data certa para chegar.  A expansão se passará em Draenor – o mundo de onde os Orcs vieram, antes de ser destruído e se transformar na Outland.

Por meio da influência de Garrosh, que conseguirá viajar no tempo e alterar o passado, com o objetivo de impedir os orcs de então de beber o sangue de Mannoroth que os amaldiçoaria. Com a expansão, o limite de nível será aumentado de 90 para 100.

Fonte: UOL Jogos


Compartilhe.

Sobre o Autor

Marcos Heber

Moro em Guaratinguetá, sou formado em Design na Faculdade FATEA em Lorena - SP. Curto games como Sonic, God Of War,animes como Os Cavaleiros do Zodíaco, Dragon Ball Z, Samurai X e mangás são os mesmos e meu estilo de música é Heavy Metal como Metallica, Iron Maiden. Minha especialidade no Recanto do Dragão é trazer e postar noticias relacionadas ao mundo dos games e animes.