O Laboratório de Flutuação Neutra da NASA pode encher 9 piscinas olímpicas

0
astronautas2

Não é fácil construir uma estação espacial internacional. Anos são necessários para planejar e para os astronautas construírem ela. E eles passam meses sendo treinados em atividade extraveicular em um ambiente simulado de pouca gravidade – que também é o maior corpo de água interno do mundo.

Ele é conhecido como Laboratório de Flutuação Neutra (NBL, na sigla em inglês) – um tanque de 63 metros de largura, 31 metros de comprimento e 12,3 metros de profundidade localizado em Houston, no Texas, próximo ao Centro Espacial Johnson. Ele tem 6,2 milhões de galões de água, sendo 5.000 que precisam ser trocados semanalmente para compensar perdas por evaporação.

astronautas

A instalação fornece a aspirantes a astronautas a experiência de climas de micro-gravidade similares aos do espaço e também permite a prática de missões de atividade extraveicular em ambiente controlado. A NBL é equipada com imitações de tamanho real da espinha dorsal da ISS, da JAXA HTC, da ATV da European Space Agency, da cápsula SpaceX Dragon, e da Cygnus da Orbital Sciences Corporation.

Trainees, acompanhados por equipamentos de mergulho, entram na piscina por meio de uma ponte rolante e, em seguida, são levantados para atingir a flutuação neutra. A água exerce um grau muito maior ao arrastar – ferramentas tendem a ficar onde você as deixa debaixo d’água em vez de flutuaram – então a simulação não é perfeita. Ainda assim, eles passam até seis horas de uma vez praticando os passos espaciais.


Compartilhe.

Sobre o Autor

Douglas Amaral

Um cara que gosta de Tecnologia, cultura Oriental e é muito curioso. Gosta bastante de Dragões, e Batata frita. E por isso não vai viver por muito tempo!